Em vídeo, Calleri canta música criada por torcida e nega status de ídolo

São Paulo, SP

14-07-2016 18:07:56

Com 16 gols na temporada, o argentino ainda se declarou como novo torcedor do São Paulo

https://www.youtube.com/watch?v=_lqVYBoo-8A

Jonathan Calleri se despediu dos companheiros e funcionários do São Paulo  nesta quinta-feira. Artilheiro do time na temporada, com 16 gols marcados em 31 jogos, o atacante se apresentará à seleção argentina para iniciar a preparação aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto. Depois, o jogador deverá ser vendido pelo grupo de investidores que o comprou do Boca Juniors para o futebol europeu.

Em vídeo divulgado pela SPFCTV, Calleri declarou que agora passa a ser um torcedor do São Paulo e cantou a música que os tricolores criaram para ele. "Obviamente, sempre vou torcer pelo São Paulo, pela maneira como se comportaram aqui. É um clube para vir e desfrutar. Talvez, os jogadores não se sintam seguros em vir, mas quem vier vai tomar a decisão correta", contou.

Revelado pelo All Boys, O jogador de 22 anos, que chegou ao Morumbi no começo do ano, ganhou destaque defendendo o Boca Juniors, clube pelo qual faturou o Campeonato Argentino e a Copa Argentina entre 2014 e 2015. Segundo ele, o momento "mais lindo" com a camisa tricolor foi quando marcou os dois gols da vitória por 2 a 1 sobre o River Plate, no Morumbi, pela Copa Libertadores da América.

"Sem dúvida, pessoalmente, foi o mais incrível que vivi aqui. Como sou argentino, enfrentar o River Plate é diferente e especial. De onde eu vim, enfrentá-los é sempre um clássico. Foi um momento importante e crucial, que me marcou bastante. E acho que para os torcedores também. Foi lindo jogar com o Morumbi lotado, a torcida apoiando e isso ficará marcado”, recordou.

Principal referência no ataque do time comandado por Edgardo Bauza, Calleri é o artilheiro da Libertadores, com nove gols, melhor marca de um jogador são-paulino na história da competição. Mesmo assim, o argentino nega o status de ídolo e pede desculpas por não ter conquistado o tetracampeonato do torneio sul-americano.

"Para ser ídolo é preciso ganhar algo no clube. Aqui há muita gente que ganhou Libertadores, Paulista, Brasileirão, eu só tratei de dar o que tinha de melhor, deixar tudo no campo. Isso chegou ao torcedor, eu corria em todas as bolas como se fossem as últimas, acredito que eu tenha deixado isso no coração dos torcedores. Espero que eles tenham ficado contentes comigo, peço desculpas por não ter ganhado a Libertadores, era um desejo que eu tinha", analisou o atacante.

A Argentina de Jonathan Calleri integra o Grupo D dos Jogos Olímpicos, ao lado de Portugal, Argélia e Honduras. A equipe alviceleste estreia no dia 4 de agosto, às 18 horas (de Brasília), contra a seleção portuguesa, no Engenhão.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?