Centurión tem aval de Dorival, mas São Paulo ainda tenta vendê-lo

José Victor Ligero e Tiago Salazar - São Paulo , SP
27/07/2017 08:00:46

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Futebol Internacional, Mercado da bola, São Paulo
O atacante Centurión pode ser aproveitado pelo técnico Dorival Júnior (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O impasse acerca do futuro de Ricardo Centurión continua. O atacante argentino não chegou a um acerto com o Boca Juniors e continua sendo jogador do São Paulo. No clube paulista, a ideia de aproveitá-lo está começando a ganhar força. Inclusive, o técnico Dorival Júnior vê com bons olhos a possibilidade de contar com ele.

O único receio no clube do Morumbi é o comportamento de Centurión fora das quatro linhas. Apesar de ter sido decisivo na campanha do título argentino do Boca, ele se envolveu em alguns casos polêmicos em seu país natal: foi acusado de agredir a ex-namorada, flagrado em acidente de trânsito e teve fotos íntimas vazadas na internet.

Em sua passagem pelo São Paulo, entre 2015 e 2016, Centurión não teve problemas extracampo e nunca faltou a treinos, contudo. Ele seria o sétimo estrangeiro do elenco tricolor, o que obrigaria Dorival a cortar dois deles a cada partida por determinação do regulamento do Campeonato Brasileiro. Em compensação, daria ao técnico mais uma opção ao setor ofensivo.

As reviravoltas no caso “Centurión” se deram de forma muito rápida. Na semana passada, o São Paulo havia acertado a venda do jogador ao Genoa-ITA por 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 12,8 milhões), mantendo 10% de uma futura venda. Na quinta-feira, o atleta fez exames médicos na Itália e ficou muito próximo de selar o seu destino.

No entanto, diante de uma repentina proposta do Boca de 4,2 milhões de dólares (aproximadamente R$ 13,2 milhões), o atleta decidiu retornar à Argentina na sexta para acertar com o clube do coração.

Mas, o que parecia o fim de uma novela ganhou novos episódios. Na madrugada de sábado para domingo, Centurión se envolveu em uma briga em uma casa noturna de Buenos Aires, o que fez o clube de La Bombonera colocar novas cláusulas no contrato para se blindar de eventuais confusões do jogador, que ficou irritado com a situação, dando o negócio por encerrado.

Diante de tal impasse, o São Paulo já admite a possibilidade de tê-lo de volta. O clube e o estafe de Centurión ainda não descartaram o Genoa como destino do jogador de 24 anos. Inclusive, pessoas próximas ao atacante dizem que há outras propostas de equipes do exterior.

Enquanto a situação não se resolve, Centurión ainda tem 15 dias de férias para desfrutar. Se o Tricolor não o negociar nesse período, ele terá que ser reintegrado ao plantel comandado por Dorival Júnior.

Revelado pelo Racing-ARG, Ricky, como é conhecido em seu país, foi comprado pelo São Paulo no início de 2015 por R$ 13 milhões, valor pago pelo então diretor de marketing Vinicius Pinotti. No Tricolor, não emplacou e marcou apenas oito gols em um total de 81 partidas disputadas. A prioridade no Morumbi continua sendo a venda do jogador, até para liquidar a dívida com o atual diretor-executivo de futebol, que já rejeitou qualquer possibilidade de emprestá-lo novamente.




×
Quer receber notícias do São Paulo?