Futebol/Campeonato Paulista

Novo dono da camisa 5, Alison diz que presidente o convenceu a ficar

Do correspondente Tiago Salazar - Santos , SP -
28/01/2015 12:18:00

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Região Sudeste, Santos

Apesar de não ter conquistado nenhum título com a camisa do Santos, a temporada de 2014 foi proveitosa para Alison. O volante de 21 anos conquistou o torcedor pela raça e desempenho nos jogos, transformou-se em titular absoluto e passou a ser convocado para as seleções de base do Brasil.

Porém, antes de deixar a presidência, Odílio Rodrigues vendeu os 70% que o clube de Vila Belmiro detinha sob o jogador. A atitude gerou muitas críticas da diretoria atual, principalmente de Modesto Roma Jr, novo mandatário, mas a permanência do atleta na base da conversa virou motivo de orgulho.

“Realmente houve um interesse do Internacional, mas sempre demonstrei minha vontade de ficar no Santos. Aqui me sinto em casa, foi o time que me formou, fui criado aqui, minha família está aqui perto, me sinto bem, então, isso pesou na minha decisão”, disse o jogador, nesta quarta-feira, antes de ser questionado se pensou em acionar o clube na Justiça para cobrar os salários atrasados e ser liberado. “Eu, junto com minha família e meus empresários, decidimos esperar, ouvir a nova diretoria, o presidente, ouvir o que ele tinha para falar. Ele passou respaldo, está agradando a nós jogadores”, revelou Alison.

Alison admite sondagem de outros clubes, mas diz que permaneceu no Santos por ser o clube que o formou
Alison admite sondagem de outros clubes, mas diz que permaneceu no Santos por ser o clube que o formou – Credito: Divulgação/Santos FC

Na conversa com o jogador, Modesto Roma Jr quis mostrar toda sua confiança em Alison e, em prova disso, ofereceu a camisa 5, antes vestida por Arouca. Apesar de ainda ter vínculo com o Peixe, Arouca não atuará mais pelo clube após a briga judicial, independente da sentença final na audiência marcada para sexta-feira, dia 30.

“Sim, eles perguntaram se eu queria a camisa 5. Eu aceitei. Acho que é importante, vários jogadores já vestiram essa camisa, eu aproveitei e aceitei”, admitiu Alison, mostrando foco nesta nova fase. “Os jogadores que saíram eram jogadores importantes, foram peças importantes ano passado, mas futebol é assim, o tempo passa, alguns tomaram outro rumo, mas a gente não pode ficar lamentando. Chegaram reforços e isso vai nos ajudar muito”, encerrou o atleta.