Maioria dos funcionários do Santos não sofrerá redução salarial; veja detalhes

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

13-05-2020 06:00:04

A maior parte do quadro de funcionários do Santos não sofrerá redução salarial. O corte será de até 70% nos vencimentos de abril, maio e junho para quem recebe mais de R$ 6.101,06 por mês, o teto previdenciário.

A Gazeta Esportiva entrou em contato com José Carlos Peres para repercutir a decisão. O presidente disse que pensou na maioria do clube, aproximadamente 300 funcionários mais "vulneráveis".

"Cerca de 80% dos funcionários ganha menos de R$ 6,1 mil por mês. Esses não tiveram redução", disse Peres.

A diretoria lamenta não ter dinheiro suficiente para manter toda a folha salarial em dia, mas destaca não ter feito nenhuma demissão.

Outro ponto justificado é que quem recebeu o "desconto" terá estabilidade pelo menos até outubro, receberá um salário adicional no fim do contrato e metade do que ficou para trás no ato da rescisão ou antes, no segundo semestre.

O elenco, em contrapartida, está insatisfeito. Houve sinalização de 30% de redução em abril, falta de acordo e, na semana do pagamento, o corte de 70%, via e-mail e sem maiores explicações. Os líderes do grupo devem conversar com o presidente Peres nos próximos dias.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?