Gazeta Esportiva

Falcão critica arbitragem por pênalti não marcado para o Santos: "Foi muito claro"

São Paulo, SP

22/01/23 | 21:53 - 23/01/23 | 01:07

O empate por 1 a 1 entre São Bernardo e Santos, pela terceira rodada do Campeonato Paulista, acabou com polêmica e reclamações com a arbitragem pelo lado santista. Já nos acréscimos do segundo tempo, o lateral direito Nathan caiu em choque com Arthur Henrique dentro da área e pediu pênalti. No entanto, o árbitro Salim Fende Chavez mandou o lance seguir. Após a revisão do lance, o VAR, comandado por Adriano de Assis Miranda, manteve a decisão de campo.

Irritado com a situação, o coordenador esportivo do Peixe, Paulo Roberto Falcão, entrou na sala de coletiva de imprensa após a partida e questionou para os jornalistas presentes sobre a decisão tomada pela equipe de arbitragem.

"Foi pênalti no Nathan, ou estou enganado? Se eu estiver enganado, encerro aqui. Queria ouvir alguma coisa de vocês, porque vocês viram o lance e concordaram de que foi pênalti. Só preciso da confirmação de vocês", disse.

"Os jogos têm sido difíceis, e um lance desse muda o resultado. Não vou entrar em detalhes do time. A minha preocupação é esta situação [de lances polêmicos contra o Santos]. Só estou falando isso hoje com vocês, porque me disseram que foi pênalti", continuou.


Coordenador do Santos cita reunião com a comissão de arbitragem

Depois, o ex-jogador e treinador deu sua opinião em relação ao lance e criticou os juízes da partida. Além disso, citou uma reunião entre treinadores com a comissão de arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF) sobre a qualidade dos árbitros no Paulistão.

"Eu também achei que foi pênalti, o jogador não tocou na bola. O Nathan foi atropelado. O pênalti foi muito claro. Nós estivemos por duas horas em uma reunião, alguns treinadores e a comissão de arbitragem, e nós colocamos que queríamos os melhores árbitros. Hoje, não tivemos isso e um lance desses muda resultado. Só para contextualizar, fiquei feliz que vocês também acharam que foi pênalti, claríssimo", completou Falcão.

Além da penalidade, a partida contou com outro lance polêmico. Aos 31 minutos da etapa final, o Santos marcou com Carabajal. No entanto, o tento foi anulado por impedimento do meio-campista argentino.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano chegou aos quatro pontos da chave e, assim, assume a vice-liderança, atrás do Botafogo-SP. Também com a mesma pontuação, Bragantino, terceiro colocado, e Inter de Limeira, lanterna, completam a chave. Por fim, o Santos volta à Vila Belmiro em confronto contra o Água Santa, às 21h35 (de Brasília) de quarta-feira, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Deixe seu comentário