Futebol

Colombiano Valencia é apresentado e se diz parecido com Rincón

Do correspondente Tiago Salazar - Santos , SP -
21/01/2015 13:21:00

Em: Futebol, Região Sudeste, Santos, Valencia

O Santos apresentou nesta quarta-feira Edwin Valencia. O colombiano chega para ser, ao lado de Alison, mais um cão de guarda da equipe comandada por Enderson Moreira e refuta a ideia de entrar no time para suprir a ausência de Arouca.E

“Sou um jogador de muita marcação, um jogador forte. A respeito da saída do Arouca, um excelente jogador, não vou tentar fazer o mesmo trabalho dele, as características são diferentes, mas posso atuar como um segundo volante”, explicou o atleta de 29 anos.

Ainda um pouco acima do peso, o novo reforço do Peixe também garantiu, em sua primeira entrevista coletiva na Vila Belmiro, que as semelhanças com o grande ídolo colombiano Freddy Rincón não são apenas físicas.

“A marcação forte é parecida, algumas vezes chegaram a falar isso, até ele mesmo, porque falo com ele ainda. A técnica para o primeiro passe, também”, disse, deixando explícito o orgulho em ser comparado com o ex-jogador do próprio Santos, mas ídolo do arquirrival Corinthians.

O colombiano Edwin Valencia, de 29 anos, chega ao Santos para compor o meio-campo após a saída de Arouca
O colombiano Edwin Valencia, de 29 anos, chega ao Santos para compor o meio-campo após a saída de Arouca – Credito: Ricardo Saibun/Santos FC

Valencia conhece bem o futebol brasileiro. Atuou pelo Atlético-PR de 2007 a 2010 e passou as últimas cinco temporadas no Fluminense. O jogador está sem clube desde o fim do Campeonato Brasileiro e por isso não gerou custos ao clube ao assinar o acordo válido por uma temporada.

“Estando na Colômbia, nós sempre admiramos os brasileiros. Na minha época era o Ronaldo, sempre, desde criança gostei dele. E agora estou muito feliz de fazer parte e jogar ao lado de Robinho, Elano e todos os meus colegas”, declarou Valencia.

O interesse do alvinegro praiano partiu de Enderson Moreira. O técnico trabalhou com o colombiano por cerca de três meses, quando assumiu o Tricolor Carioca interinamente, em 2011, e gostou do que viu.

“Com ele (Enderson) tive a oportunidade de jogar de primeiro volante e, no transcorrer do jogo, como zagueiro. Trabalhamos pouco tempo, mas ele me conheceu como jogador e pessoa, por isso me indicou ao Santos”, comentou o novo camisa 15.




×
Quer receber notícias do Santos?