CR7 finda jejum com cinco gols, Real goleia Espanyol e se mantém invicto

São Paulo, SP

12-09-2015 12:55:20

O maior artilheiro da Europa na última temporada, com 61 gols marcados, precisou de apenas sete minutos para findar seu maior jejum de gols com a camisa do Real Madrid contabilizando os jogos de pré-temporada. Diante do Espanyol, na manhã deste sábado, Cristiano Ronaldo fez cinco gols, três apenas nos 20 minutos iniciais, e, de ‘sumido’ na linha de frente, passou a artilheiro isolado do Espanhol.

As cinco bolas na rede contra o Espanyol, que contribuíram na goleada por 6 a 0, completada por Benzema, não são novidade. Neste ano de 2015, é a terceira vez que Cristiano Ronaldo faz a diferença contra o time catalão. Em outras duas oportunidades, CR7 já tinha marcado três gols diante do mesmo adversário. No primeiro jogo após a volta da seleção, português superou em três gols a marca do lendário Raúl em jogos do Espanhol, e agora tem 230 gols em 203 jogos da competição nacional.

A goleada fora de casa, no estádio Cornellà-El Prat, deixa o Real Madrid com sete pontos na classificação geral e mantém o time de Rafael Benítez embalado, afinal, nos últimos dois jogos, foram nove gols marcados e nenhum sofrido. O Espanyol, por sua vez, após estrear com vitória sobre o Getafe, amargou seu segundo tropeço seguido e ficou estacionado na tabela com três pontos somados.

Cristiano Ronaldo mostra apetite e decide jogo em 20 minutos

Depois de servir à seleção portuguesa nos jogos das Eliminatórias da Eurocopa, em que os lusitanos lideram a última chave, Cristiano Ronaldo voltou a encontrar as redes com a camisa do Real Madrid logo no começo do jogo. Aos sete minutos, Modric calculou lançamento preciso para o camisa 7, que invadiu a área e bateu cruzado, de chapa, para abrir o placar.

Dez minutos depois, aos 17, em nova jogada pelo lado esquerdo, Marcelo viu a passagem de Modric em velocidade dentro da área e tocou, mas o croata foi derrubado logo após dominar, em lance faltoso. Na cobrança de pênalti, Cristiano bateu forte no canto esquerdo para ampliar a vantagem dos visitantes, que comandavam a posse de bola e as jogadas ofensivas com o trio composto por Bale, Benzema e Cristiano no ataque, além de Isco na armação.

Em novo ataque, aos 20 minutos, Bale descolou bom cruzamento pelo lado esquerdo e Cristiano Ronaldo, colocado por trás da zaga, correu em diagonal para se antecipar ao zagueiro e escorar com vontade para as redes, mostrando a “sede de gol” típica de um artilheiro. Se na comemoração do primeiro gol foi abraçado por todo o time, no terceiro já preferiu festejar sozinho, com seu típico pulo seguido de um giro no ar.

De artilheiro, Cristiano passou a garçom aos 28 minutos, quando serviu Benzema, que cumpriu a função de um camisa 9 oportunista e desviou para o gol, sem chances de defesa para Pau López. A goleada de 4 a 0 no primeiro tempo, entretanto, não acalmou os ânimos do Real Madrid, que seguiu pressionando até o intervalo.

Português acaba com jejum ao fazer cinco gols e assume artilharia do Espanhol (Foto: Lluis Gene/AFP)
Português acaba com jejum ao fazer cinco gols e assume artilharia do Espanhol (Foto: Lluis Gene/AFP)

Visitantes controlam a vantagem, mas ‘insaciável’ CR7 aparece novamente

Sentindo o baque dos quatro gols sofridos em menos de meia hora na primeira etapa, o Espanyol não encontrou forças nem na presença da torcida para buscar uma reação. A equipe do técnico Sergio tentava trabalhar a bola, mas não conseguia furar o bloqueio do time merengue e, apesar do esforço, acabava sucumbindo à pressão.

A partir da saída de Benzema, que deixou o campo no início do segundo tempo para a entrada de Lucas Vázquez, o Real Madrid ganhou em velocidade no setor de frente, e justamente ‘o cara’ da velocidade, fez a diferença com a bola no pé. Aos 16 minutos, Gareth Bale, cujo ponto forte conhecidamente é a arrancada e conclusão a gol, fez jogada individual conduzindo bola pela esquerda e tocou para Cristiano Ronaldo, que bateu rasteiro para anotar seu quarto gol no jogo.

Aos 30, o Espanyol perdeu uma chance incrível de balançar as redes de Keylor Navas - uma das únicas jogadas de ataque em todo o jogo. Após cruzamento da direita, Moreno cabeceou para o chão e o goleiro costarriquenho pegou no reflexo, oferecendo rebote para o meia Sevilla, que se precipitou ao conferir rasteiro e perdeu uma chance já na pequena área.

Aos 36, o português provou o faro de gol e fez o sexto do Real, seu quinto na partida, após receber cruzamento de Vázquez. Antecipando-se à marcação frágil, o português não teve dificuldades para definir rasteiro e se isolar ainda mais na artilharia do campeonato, com cinco gols marcados, contra dois de Benzema e Bale, seus concorrentes mais próximos. Nos últimos minutos, agora em lançamento de Kovacic, Cristiano disparou em direção a área e errou o alvo ao bater rasteiro, desperdiçando o que seria seu sexto gol.


Deixe seu comentário