Futebol/Campeonato Paulista

Palmeiras tenta usar protestos contra Arouca na Vila como motivação

William Correia - São Paulo , SP - Brasil
10/03/2015 08:00:05

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Palmeiras, Santos

Arouca trocou o Santos pelo Palmeiras após entrar com ação judicial por atraso salarial, discutiu publicamente com o presidente Modesto Roma Junior e o caso fez com que sua imagem em muro da Vila Belmiro fosse pichada. A assinatura do acordo com o ex-clube teve até que ser transferida para a Praia Grande, também no litoral sul paulista, devido ao temor de protestos contra o jogador. Agora, o Verdão quer usar esse clima a favor.

Diferentemente de Aranha, que também saiu do Peixe na Justiça e mal tem ficado no banco no Palmeiras, Arouca certamente será titular no clássico desta quarta-feira. Não se espera uma recepção positiva por parte da torcida santista, o que pode servir como motivação, na avaliação do capitão do Verdão.

“Eu não diria que haverá um clima hostil. É claro que terão algumas manifestações porque as saídas do Aranha e do Arouca foram bem recentes, e temos que tirar proveito disso. De alguma forma, estratégica ou motivacional, podemos colocar algo em prol desse jogo que seja positivo. Precisamos colocar isso em prática”, falou Zé Roberto.

Saída tumultuada do clube praiano deve render protestos contra o volante, e podem beneficiar o Verdão
Saída tumultuada do clube praiano deve render protestos contra o volante, e podem beneficiar o Verdão – Credito: Djalma Vassão/Gazeta Press
O camisa 11 só não promete fazer uma motivação similar à sua histórica preleção na estreia do Campeonato Paulista, em 31 de janeiro, quando Zé Roberto ressaltou a necessidade de retomar a grandeza do Palmeiras, e o time fez três gols rapidamente para fazer o Grêmio Osasco Audax por 3 a 1 no Palestra Itália. Na Vila Belmiro, o tom não deve se repetir.

“Aquela conversa no vestiário não foi nem muito a ver com algo de preleção motivacional, foi algo que procuramos colocar em prol do grupo e do início do nosso trabalho. Isso vai muito do ambiente dos jogos, em alguns não é necessário nem falar. Não é nada voltado para motivar atletas, é mais falar ou passar aquilo que vai nos ajudar dentro de campo para a sequência do nosso trabalho”, disse o capitão.

A vantagem dos protestos contra Arouca pode surgir até com dicas sobre os adversários das 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira. “Às vezes, o jogador se torna um pouco espião. O Arouca e o Aranha jogavam lá há alguns meses e podem dar algumas dicas que podem ser muito positivas para buscarmos algo a mais para este jogo”, comentou o veterano.

Zé Roberto também passou pelo Santos, mas saiu de forma amigável, em 2007. Diferentemente de Arouca, Aranha, e também Maikon Leite, que assinou pré-contrato com o Verdão quando se destacava na Vila Belmiro em 2011. Outros que vestiram a camisa do alvinegro praiano e hoje estão no Palmeiras são Robinho, com passagem apagado pelo clube litorâneo, e Alan Patrick, vendido ao ucraniano Shakthar Donetsk há quatro anos e, hoje, machucado.