No profissional há uma semana, Taylor cita 'sonho' ao ser relacionado

São Paulo, SP

11-08-2015 10:39:31

Aos 20 anos, o jovem Taylor, que chegou ao Palmeiras na categoria sub-12 e, na última semana, passou a treinar com os profissionais na Academia de Futebol, nutre a expectativa de atuar pela primeira vez com o time principal, nesta quarta, diante do Coritiba. Com Lucas suspenso e João Pedro em fase de recuperação, Marcelo Oliveira relacionou o garoto, que desembarca na capital paranaense nesta manhã.

Ao falar sobre a chance, Taylor admitiu uma sensação única por conviver entre os profissionais. “Ser convocado pela primeira vez é um sentimento muito especial. Desde criança sonho com esse dia e ele chegou. É uma emoção indescritível. A semana passada, minha primeira na Academia, já tinha sido inesquecível. Ver caras consagrados como Zé Roberto e Prass do meu lado foi demais”, falou ao site oficial.

O atleta ainda comentou a mudança de posição, que aconteceu neste ano, com a mudança na comissão técnica das categorias de base. Antes meia-atacante, Taylor agora assumiu a lateral direita e agradou. “O João Paulo Sampaio (coordenador geral) e o professor Marcos Valadares (técnico) me viram jogando no ataque e acharam que eu tinha potencial para ser lateral. Tenho de agradecer muito aos dois”, comentou, vibrando pelas surpresas que o novo ano tem reservado.

“2015 tem sido um ano muito bom para mim. Fiquei sem jogar ano passado, como atacante, e tive algumas lesões também. Mas esse agora tem sido o ano da virada, pois comecei a jogar no sub-20 e estou agora indo para o meu primeiro jogo como profissional. Está sendo um ano marcante na minha vida”, disse Taylor, que ainda nos tempos da base chegou a passar seis meses no Grêmio antes de receber uma segunda chance no Alviverde.

Em Curitiba, Taylor reencontrará Nathan e Gabriel Jesus, garotos que foram promovidos ao time profissional recentemente. “Essa integração do Palmeiras com a base nos últimos anos tem sido muito boa. Quando a gente sobe já encontra alguns ex-companheiros no time de cima e isso ajuda muito na adaptação. É meio caminho andado, não tem aquela timidez de não ter ninguém para conversar”, declarou.

Após duas derrotas seguidas, contra Atlético-PR e Cruzeiro, o Palmeiras tenta se reencontrar com a vitória ao medir forças com o lanterna Coritiba, nesta quarta, às 19h30 (de Brasília), no estádio Couto Pereira.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?