Luxa cita “encolhida” após o gol e assume responsabilidade por salto da barreira no empate

São Paulo, SP

16-08-2020 00:30:45

O Palmeiras chegou a abrir o placar, mas acabou cedendo o empate ao desfalcado Goiás no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Ao analisar a partida disputada na noite deste sábado, Vanderlei Luxemburgo lamentou a postura de seu time após sair na frente e assumiu a responsabilidade pelo salto da barreira no gol adversário.

Após cobrança de escanteio de Gabriel Menino pela direita, Gustavo Gomez marcou de cabeça. Ainda no primeiro tempo, em cobrança de falta assinalada de maneira equivocada, Rafael Vaz bateu por baixo da barreira do Palmeiras e empatou para o Goiás.

“Conseguimos fazer o gol em uma bola parada, que é importante quando você pega um time muito fechado. Até a hora do gol, tínhamos o domínio do jogo. Depois, não sei porquê, o pessoal deu uma encolhida. Chegou para trás e deixamos de agredir como estávamos agredindo”, iniciou Luxa, antes de citar o lance do empate goiano.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Eu pedi para os jogadores da barreira subirem na falta. Gritei: ‘Sobe, porque ele bate muito bem na bola’. O atleta foi inteligente, cobrou por baixo e, aí, tem que dar mérito ao jogador. Você vai falar o quê? Criticar o Weverton ou a barreira? Não. Critica a mim, que pedi para o pessoal subir”, declarou.

Diante de um adversário com 15 desfalques por covid-19, o Palmeiras criou duas oportunidades de gol no segundo tempo, desperdiçadas por Luiz Adriano e Rony. Ainda sem vencer rivais da Série A na temporada, Luxa admitiu que o desempenho de seu time foi decepcionante.

“Jogamos uma partida bem abaixo do que estamos acostumados. O torcedor pode entender que estamos em busca do melhor. Há muito pouco tempo para trabalhar e, quarta-feira, já temos jogo fora. Precisamos buscar o resultado, porque largamos pontos em casa”, disse Luxa, com o Athletico-PR como próximo rival.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?