De encostado a autor do gol do título, Fabiano comemora “marco histórico”

Bruno Ceccon e José Victor Ligero - São Paulo,SP

28-11-2016 10:00:03

Quando Fabiano foi apresentado ao Palmeiras em maio, dificilmente um torcedor do Palmeiras poderia imaginar que ele seria o autor do gol do título seis meses depois. No último domingo, o lateral direito marcou na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, resultado que confirmou o título brasileiro do Verdão, no Palestra Itália.

Fabiano chegou ao Palmeiras através de uma negociação com o Cruzeiro, envolvendo os ex-alviverdes Robinho e Lucas - Fabrício também trocou Belo Horizonte por São Paulo. Até sua estreia, no fim de junho, o jogador de 25 anos amargou nove jogos no banco de reservas.

Aos poucos, contudo, Fabiano foi ganhando chances e a confiança do técnico Cuca. Tanto que, já nesta reta final de temporada, o atleta foi acionado em cinco partidas consecutivas (Figueirense, Grêmio, Sport, Santos e Internacional). Após não entrar em campo contra Atlético-MG e Botafogo, Fabiano começou o duelo contra a Chapecoense, em quem marcou seu primeiro gol com a camisa do Palmeiras, aos 25 minutos do primeiro tempo, após jogada ensaiada em cobrança de falta.

“É um gol que eu vou levar para o resto da minha vida, vai ficar na história do clube, mas todos são merecedores pelo que fizeram na temporada, fizemos por merecer esse título. Agora é comemorar com a torcida, com esse grupo maravilhoso, sabíamos da ansiedade da torcida, já que faziam 22 anos que o clube não conquistava o Brasileiro, que é tão difícil”, celebrou, reconhecendo que não esperava ser o herói da vitória, mas ciente de ter entrado para a história do Verdão.

“Fazer um gol assim eu acho que é difícil você imaginar, ainda mais pela grandeza do clube. É um marco histórico para a minha vida. Acho que a ficha ainda não caiu”, acrescentou.

Nascido em São João do Oeste, em Santa Catarina, Fabiano foi revelado pela Chapecoense, agremiação pela qual atuou entre 2009 e 2014 e em cima de quem marcou seu primeiro tento defendendo o Palmeiras. “É um clube de quem eu tenho um carinho especial por tudo o que eu já conquistei lá, mas esse gol vai ficar para minha história e vou lembrar sempre dele”, concluiu.

Com a vitória sobre a Chapecoense, o Palmeiras atingiu a marga de 77 pontos, sete a mais que o segundo colocado Flamengo. O Verdão se despede da temporada 2016 contra o Vitória, no próximo domingo, em Salvador.

Deixe seu comentário