Futebol

Como e por quais motivos o Palmeiras bateu o pé ao negociar com a Globo

Bruno Calió - São Paulo , SP
21/04/2019 08:00:13

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Futebol, Palmeiras

O Palmeiras está próximo de um acerto com a Rede Globo para transmissão de suas partidas em TV aberta e no pay-per-view. O acordo, considerado um marco histórico dentro do clube, só possível de ser pleiteado graças a fatores específicos na estrutura palestrina.

A estratégia da Globo era fazer torcida e conselheiros pressionarem o presidente Maurício Galiotte sob o risco de não poderem acompanhar a maioria dos jogos do Verdão no Campeonato Brasileiro, e, assim, convencê-lo a aceitar o proposto pela empresa. Atualmente, estando acordado apenas com a Turner, o Palestra teria somente quatro das nove primeiras rodadas da competição transmitidas pela televisão, todas na TNT.

O plano global, porém, não surtiu efeito. Membros do clube apoiaram o posicionamento de Galiotte de bater o pé para a emissora, e a torcida, conhecida pelo desgosto em relação à empresa, também ficou do lado do Maior Campeão do Brasil. A parte financeira, então, era a última cartada da Globo, que previa a necessidade de o Palmeiras receber as luvas condizentes à assinatura do contrato. Isso sequer assustou à cúpula alviverde.

Para 2019, o Verdão teve aprovado pelo COF (Conselho de Orientação Fiscal) um orçamento de R$ 561 milhões, com um superávit de R$ 15 milhões. O valor não leva em consideração qualquer quantia que poderia ser recebida pelo clube oriunda da Globosat.

Outros números tranquilizavam ainda mais a diretoria. Na equação, o patrocínio da Crefisa estava sendo avaliado em R$ 78 milhões (valor de 2018), porém, após a renovação, o montante pago pela empresa de Leila Pereira subiu para R$ 96 milhões (considerando também luvas anuais).

Por fim, a direção tem consciência de que a previsão orçamentária para a temporada é sempre modesta. Em 2018, por exemplo, a expectativa de arrecadação era de R$ 477 milhões, mas beirou os R$ 600 milhões ao final do ano. A ideia da Globo de ‘preocupar’ o balancete financeiro do Alviverde, portanto, não surtiu efeito. As partes estão perto de um acordo.


Veja também



×
Quer receber notícias do Palmeiras?