Abel Ferreira elogia Cuca e revela admiração por treinadores brasileiros

São Paulo, SP

04/08/22 | 05:00 - 04/08/22 | 03:02

No empate do Palmeiras com o Atlético-MG, nesta quarta-feira, pela ida das quartas de final da Copa Libertadores, Abel Ferreira fez mais um confronto grande contra Cuca. Depois da partida, o técnico português fez elogios ao comandante da equipe mineira e destacou a dificuldade que encontrou no duelo disputado no Mineirão.

“Tenho ótima relação com o Cuca. Eu não jogo contra nenhum treinador. O futebol somos nós que jogamos. É o Palmeiras que joga, não sou eu. Nós jogamos contra o Atlético-MG, e ele é o treinador. É um grande treinador, tem grandes conquistas, muita experiência, e eu o respeito muito. Além de ser um grande treinador, tem uma equipe muito qualificada. Hoje nos criou muitas dificuldade”, declarou o treinador palmeirense.

Este foi o sexto encontre entre uma equipe de Abel Ferreira contra outra dirigida por Cuca. O retrospecto é apertado, com uma vitória para cada lado e quatro empates, como aconteceu na noite desta quarta-feira.

A única vitória do técnico português sobre Cuca aconteceu quando o brasileiro ainda dirigia o Santos, na final da Copa Libertadores de 2020. Com gol de Breno Lopes, o Verdão bateu o rival e ficou com o título na decisão disputada no Maracanã.

Antes de responder sobre Cuca, Abel Ferreira ainda demonstrou admiração pelos treinadores brasileiros de maneira geral. O português, que já está no Palmeiras desde 2020, destacou a capacidade dos treinadores do Brasil em trabalhar com pouco tempo para treinar.

“Quanto mais tempo passo aqui, mais admiro os treinadores brasileiros. Eles têm que fazer autênticos milagres muitas vezes, porque jogam sem tempo para treinar. Na Europa, temos muito tempo para treinar. Aqui, eu admiro a capacidade que o treinador brasileiro tem, muitas vezes sem lhe darem tempo de ‘apanhar’ e ter que sair. Não dão esse tempo aqui. As pessoas tem que entender que no futebol tem três resultados possíveis. A vitória, a derrota e o empate. Às vezes as pessoas se esquecem disso”, disse o treinador.


No embate desta quarta-feira, Abel Ferreira viu a sua equipe levar 2 a 0 nos minutos iniciais da segunda etapa. Contudo, o Palmeiras se recuperou e buscou o empate em 2 a 2 com gol nos acréscimos.

Assim, o confronto ficou aberto para a partida de volta, que acontece na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Allianz Parque. Quem vencer, leva a vaga para a semifinal da Libertadores. Como gol fora de casa não é critério de desempate, qualquer nova igualdade leva a decisão para os pênaltis.

Deixe seu comentário