Futebol/Mercado

Presidente do Inter diminui chapéu do Cruzeiro: “Para um reserva, seria caro”

GazetaEsportiva.net - Porto Alegre , RS -
18/01/2015 13:48:00

Em: Campeonato Gaúcho, Campeonatos Estaduais, Cruzeiro, Futebol, Internacional

Praticamente oficializada, a contratação de Giorgian De Arrascaeta pelo Cruzeiro deixa o Internacional de mãos vazias. O Colorado tratava o acordo com o uruguaio como certo há alguns dias, mas a entrada da Raposa na negociação impossibilitou o acerto. Vendo o armador rumar para Belo Horizonte, o presidente Vitorio Piffero diminui a perda do possível reforço.

“Não vamos ceder e entrar em leilão. Estava muito bem encaminhado, mas permanentemente as condições foram mudando. O ingresso do Cruzeiro na negociação foi algo normal. Por uma série de motivos, o Inter fica dentro do seu parâmetro (financeiro) e sai do negócio. De qualquer forma, D Arrascaeta seria reserva se viesse. E, para um reserva, seria caro”, avalia o mandatário colorado ao Zero Hora.

O ideal para Inter seria receber o jogador em parceria com o empresário de Arrascaeta, Daniel Fonseca, mas a mudança na legislação da Fifa foi um obstáculo na negociação. O clube passou a cogitar a possibilidade de parcelar R$ 10 milhões em dois anos pela compra do meio-campista, mas a proposta não foi aceita. O Defensor, do Uruguai, exigiu o pagamento à vista e então Piffero preferiu desistir do reforço.

Diante da negociação frustrada com De Arrascaeta, o Colorado segue no mercado sul-americano para reforçar seu meio-campo e o ‘plano B’ da diretoria é o colombiano Sherman Cárdenas. Atualmente no Nacional de Medellín, ele foi um dos destaques na campanha do vice-campeonato na última Copa Sul-Americana.

Presidente colorado não lastima 'perda' do meia De Arrascaeta e já busca nova opção para o elenco
Presidente colorado não lastima ‘perda’ do meia De Arrascaeta e já busca nova opção para o elenco – Credito: Divulgação