Futebol/Mercado

Fla revela negativa por Conca e quer mais dois atletas para fechar elenco

GazetaEsportiva.net - Rio de Janeiro, RJ -
05/01/2015 12:32:00

Em: Campeonato Carioca, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Futebol, Região Sudeste

Às vésperas da viagem a Atibaia, cidade do interior paulista, para realizar os treinos de pré-temporada, o diretor de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, aproveitou a reapresentação do elenco no Ninho do Urubu, nesta segunda, para comentar a preparação da equipe neste ano de 2015. O cartola confirmou a sondagem do Rubro-Negro pelo meia Conca e, após revelar a negativa do rival Fluminense, assumiu que ainda procura por mais dois jogadores para fechar o elenco flamenguista.

Buscando ter um coletivo forte, mas respeitando o teto salarial do clube, a nova diretoria do Flamengo comentou a sondagem feita por Conca, que foi alvo também do Corinthians durante as movimentações do mercado. “O Flamengo demonstrou interesse no jogador, procurou a Unimed e o Fluminense. Mas o Fluminense não teve interesse na negociação. Uma vez que o clube não quis, encerram-se as negociações”, falou Rodrigo Caetano, que até o momento só oficializou um único reforço para 2015: o atacante Marcelo Cirino, contratado junto ao Atlético-PR. Atletas como Pará e Bressan, que vem do futebol gaúcho, já treinam com o elenco, mas não foram apresentados oficialmente.

Tentando trabalhar com um elenco reduzido em comparação ao plantel do ano passado, muito por conta da mudança no regulamento a nível de inscrição dos atletas, o diretor de futebol do Fla admitiu que o clube segue no mercado a procura de mais duas peças, dentre as quais um meia. “É interesse nosso termos o elenco próximo do ideal ainda no mês de janeiro. Seguiremos buscando duas peças para o estadual. Serão atletas de bom nível, que viriam já para disputar a posição de titular”, comentou. “O mercado está difícil, o Flamengo sempre vai adotar a cautela para negociar”, reforçou.

Dentre as pretensões da equipe rubro-negra no mercado de contratações, faz-se prioridade a chegada de um camisa 10 para assumir o uniforme do argentino Lucas Mugni, que não inspirou confiança em Vanderlei Luxemburgo durante a última temporada. “Seguimos buscando um jogador de meio, quando se trabalha no Flamengo, o número 10 tem uma dimensão muito maior”, comentou Caetano, fazendo referência a Zico, um dos maiores ídolos da história do clube. “É uma posição muito carente no futebol brasileiro, dificilmente você encontra um jogador que tem característica de armar o jogo”, acrescentou, reforçando o pedido do técnico.

Na primeira temporada à frente do Fla, Rodrigo Caetano segue a cartilha da diretoria para tratar sobre contratações
Na primeira temporada à frente do Fla, Rodrigo Caetano segue a cartilha da diretoria para tratar sobre contratações – Credito: Divulgação/Flamengo

Rodrigo Caetano confirmou que outro nome que o Flamengo busca para esta posição é Jadson, do Corinthians. O dirigente não comentou sobre a chance de contratação do meia, mas espera anunciar um reforço para o meio campo logo.

“É um dos nomes que estamos trabalhando. Interessa ter o elenco próximo do ideal no meio de janeiro. Mudou regulamento de inscrição de atleta no Carioca. Estamos mapeando as necessidades. Teremos 26 atletas treinando em Atibaia amanhã. Vamos seguir o mesmo procedimento do caso do Marcelo. Quando concretizado, tornamos público”, declarou.

Encostado no Rubro-Negro desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o goleiro Felipe também foi alvo de questionamentos durante a coletiva de imprensa e, segundo o cartola, o camisa 1 deve se reapresentar para cumprir a rotina de treinos em Atibaia (SP). “Diferentemente do atleta, não falamos publicamente de ninguém. Não quero isso para mim, vamos resolver as pendências lá dentro. Ele foi comunicado que se reapresenta na quinta”, declarou Caetano, sem dar mais detalhes sobre a condição de Felipe, que figura na reserva desde a ascensão de Paulo Victor no profissional.

Pontuando o lateral direito Léo e o volante Amaral como únicos atletas do time principal que foram emprestados, o primeiro para o Internacional e o segundo para o Vitória, Caetano disse que espera um Flamengo forte em 2015 para defender o título do Carioca e brigar por conquistas no Brasileiro e Copa do Brasil. “A expectativa é um Flamengo forte como sempre. Esperamos que durante o estadual já tenhamos um elenco mais próximo do ideal. Dentro da filosofia da diretoria, de ter cautela nas negociações, vamos buscar reforços pontuais para o grupo”, admitiu.