Gazeta Esportiva

Pai do atacante Ansu Fati revela que filho recusou jogar por Portugal

São Paulo, SP

21/11/22 | 08:50

O atacante Ansu Fati, de apenas 20 anos, é um dos destaques da seleção da Espanha nesta Copa do Mundo. Cria das categorias de base do Barcelona, o jovem é tratado como um jogador promissor e de muito futuro, apesar de algumas lesões que o afastaram de campo nos últimos meses. No entanto, seu pai, Bori Fati, revelou em entrevista que sua história poderia ter sido bem diferente.

Natural de Guiné-Bissau, Bori recordou tempos difíceis de sua vida quando emigrou para a Espanha. Antes, ele revelou que passou por Portugal e que o país chegou a fazer uma oferta a Ansu e sua família para que recebessem cidadania portuguesa, mas o garoto recusou.


"Vim para a Espanha realizar o sonho da nossa vida, trabalhar para sustentar minha família. Nunca imaginei que teria um filho jogador de futebol. Eles [Portugal] ofereceram nacionalidade aos meus seis filhos, a mim e à minha mulher, mas o Ansu queria ficar na Espanha. Me disse: 'pai, como vou para Portugal se nem sei falar português?'", contou ao programa Carroussel Deportivo da Cadena Ser.

Bori Fati ainda falou sobre o histórico de contusões de Ansu, garantindo que o filho "superou" o tema e que estará apto para disputar o Mundial. Além disso, ele vê boa perspectivas para a seleção espanhola no Catar.

"Acho que a Espanha vai longe. Vejo o Luis Enrique, alguns jovens ansiosos e alguns veteranos que sabem o que querem. Sonho que o Ansu volte com a taça", disse.

A Espanha ocupa o grupo E da Copa e faz sua estreia na competição diante da Costa Rica, às 13 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no estádio Al Thumama. As equipes ainda dividem o grupo com Alemanha e Japão.

Deixe seu comentário