Futebol

Walter admite provável saída, mas mantém esperança em ficar no Corinthians

Tiago Salazar - São Paulo , SP
04/04/2019 10:00:05

Em: Campeonato Paulista, Copa do Brasil, Corinthians, Escolha do editor, Futebol, Notícias

Assim como aconteceu em Araraquara, contra a Ferroviária, Walter precisou entrar em campo para suprir uma ausência de Cássio pelo Corinthians. Diferente da partida pelo Paulistão, nesta quarta o goleiro titular acabou expulso aos 18 minutos da etapa final, o que pegou a todos de surpresa, inclusive Walter.

“Estava sem a chuteira até pelo calo que eu tenho ali, não deu nem para aquecer”, contou o reserva. “Todos estavam precisando dessa ajuda, o Fagner estava cansado ali pela direita, mesmo o Vagner pela esquerda. Ainda bem que consegui entrar e contribuir”.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Ainda assim, Walter foi fundamental para a classificação do Corinthians à quarta fase da Copa do Brasil. Mesmo com o gol marcado por Roger, o Ceará não conseguiu sequer levar a disputa aos pênaltis muito porque Walter fez duas grandes defesas, além da trave, que ajudou os mandantes.

“Na bola da trave acabei nem tocando nela, balançou perto da minha mão e saiu. A outra cabeçada acabou sendo mais difícil, ainda mais no nosso campo”, comentou Walter.

Com pelo menos mais um jogo certo a fazer, justamente devido a suspensão de Cássio no torneio nacional, Walter sabe que dificilmente permanecerá para o ano que vem. Seu contrato vence em dezembro.

“Como já até saiu por vocês, conversamos em janeiro de que não ia renovar, mas estou com a cabeça totalmente aqui. Não preciso ficar provando nada para ninguém, estou aqui no dia a dia. A gente está numa equipe grande, tem o respaldo financeiro que a nossa família precisa, ficamos até tristes por renovar ou não, mas sou muito grato por tudo o que o Corinthians me ofereceu”, afirmou, sem negar, porém, que sonha com uma reviravolta na situação.

“Não vejo assim, não. Não sabemos o que pode acontecer amanhã, estamos focados em fazer o melhor, todo dia. Gosto muito de todos aqui, até do pessoal que trabalha na Arena. Quero dar o melhor por eles”, disse.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Eu deixo nas mãos de Deus. Trabalho, faço todos os dias da melhor forma possível. É deixar seguir, trabalhar para, quando pintar as oportunidades, estar pronto”, continuou, antes de finalizar.

“Cara, o desejo sempre a gente tem. Não quero sair daqui para uma equipe relativamente menor. Quero estar numa equipe grande e aqui é grande, mas é seguir trabalhando. Foi sempre assim, tem muita coisa para rolar e acontecer”.

 




×
Quer receber notícias do Corinthians?