Gazeta Esportiva

Pedro Henrique celebra reviravolta depois de anular Guerrero em Itaquera

Helder Júnior - São Paulo,SP

04/07/16 | 09:10

Zagueiro estava marcado pela falha cometida na derrota para o Atlético-MG, na estreia de Cristóvão Borges

Prata da casa enxugou as lágrimas e venceu o duelo com o irritadiço Guerrero (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Prata da casa enxugou as lágrimas e venceu o duelo com o irritadiço Guerrero (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Pedro Henrique já vivenciou as mais diferentes emoções em sua curta trajetória como jogador profissional. Há menos de duas semanas, o zagueiro de 20 anos deixou o gramado do Mineirão aos prantos por ter cometido uma falha grave na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG. No domingo, foi ovacionado em Itaquera.

“Graças a Deus, adquiri a confiança do grupo, do Cristóvão e de todos para continuar a minha trajetória”, comemorou um animado Pedro Henrique após a vitória por 4 a 0 sobre o Flamengo.

A boa atuação deu créditos ao novato porque não ocorreu contra qualquer adversário. Pedro Henrique se mostrou seguro e fez bons desarmes ao marcar o centroavante peruano Paolo Guerrero, que foi de ídolo a inimigo dos torcedores do Corinthians ao se deixar seduzir por uma melhor proposta financeira do Flamengo, em 2015.

“É Pedro Henrique! É Pedro Henrique! É Pedro Henrique!”, vibrou o público corintiano presente em Itaquera, no instante em que o novato se desentendeu com Guerrero, alvo dos mais diversos insultos no decorrer da goleada.

Antes dos torcedores, o técnico Cristóvão Borges já enaltecia Pedro Henrique. O substituto de Tite tem defendido o zagueiro com diversos elogios desde o erro que suscitou o choro em Belo Horizonte.

“Naquele jogo, falei que esse é um futuro grande zagueiro do Corinthians. Não tinha a menor dúvida disso. Já tinha visto ele jogar. E, fora aquele lance, ele jogou muito bem contra o Atlético-MG. É um garoto sensacional, talentosíssimo”, Cristóvão continuou a exaltar, agora orgulhoso.

Como prova de sua confiança, o técnico não abriu mão de Pedro Henrique contra o Flamengo. O prata da casa poderia ter perdido a oportunidade de se sobressair contra Guerrero. Vilson já estava recuperado de entorse no tornozelo esquerdo e à disposição para assumir a titularidade.

Deixe seu comentário