Futebol

Guerrero diz que só queria sair antes de pegar carinho: “Ficou claro?”

Marcos Guedes - São Paulo , SP - Brasil
29/01/2015 18:19:00

Em: Campeonato Paulista, Corinthians, Futebol

Em entrevista a uma rádio espanhola, Paolo Guerrero falou empolgadamente sobre a vontade de voltar à Europa. A uma TV brasileira, reiterou que sua prioridade é permanecer no Corinthians. Ouvido após o treino de quinta-feira, no estádio de Itaquera, teve que escolher uma das duas versões e disse que o sonho europeu foi diminuindo após a conquista do Mundial de 2012 em preto e branco.

“Minha intenção era ganhar o Mundial e sair para a Europa de novo. Depois do campeonato mundial, eu fiquei com carinho, gostei do Corinthians e quis ficar. Mas, antes do campeonato, minha intenção era fazer os gols, ser campeão e retornar”, afirmou o centroavante, colocando muita ênfase na palavra “antes”. “Ficou claro ou não?”

Guerrero chegou ao Corinthians no meio de 2012, após dez temporadas de futebol alemão divididas entre Bayern de Munique e Hamburgo. Colocou seu nome na história do clube rapidamente, com gols históricos no Japão, ganhou a afeição da torcida e agora pede mais de R$ 18 milhões só como prêmio pela assinatura de um novo contrato. Mas não questione seu carinho pelo clube.

“Chateado eu fico pelo que vocês estavam achando. Que eu falei que não queria ficar no Corinthians, que eu queria sair. Sempre falei a mesma coisa para todo o mundo. Falei que meu desejo era ficar no Corinthians. A primeira coisa é ficar”, disse, repetindo que não está pedindo “nada de outro mundo” e que a decisão está nas mãos da diretoria do clube.

Entre uma entrevista para a Espanha e outra para o Brasil, não ficou claro o que queria Guerrero
Entre uma entrevista para a Espanha e outra para o Brasil, não ficou claro o que queria Guerrero – Credito: Divulgação/Agência Corinthians
O contrato do atacante de 31 anos expira em julho – antes das semifinais da Copa Libertadores, principal objetivo alvinegro na temporada. Caso a agremiação do Parque São Jorge não pague o que é pedido, a Europa voltará a ser um lugar legal. “Se eu não conseguir renovar com o Corinthians, vou ter que arranjar um time. E a decisão seria de ir para a Europa”, concluiu Guerrero.




×
Quer receber notícias do Corinthians?