Fagner explica diferença e vê com bons olhos entrada de "9"

São Paulo, SP

13-08-2018 17:57:46

O Corinthians ainda vive um momento de afirmação e busca pela sua melhor formação possível para encarar as decisões pela frente no mês de agosto, mas não tem muito tempo para pensar antes do duelo contra a Chapecoense, às 21h45 (de Brasília), pela volta das quartas de final da Copa do Brasil. De olho em uma vaga na semifinal, o lateral direito Fagner explicou o que o time pode ganhar caso atue sem referência, como vinha fazendo, ou com um centroavante, como fez no final de semana, diante da mesma Chape.

"Depende da estratégia de jogo. Se você precisa reter um pouco mais a bola e ter um desafogo, centroavante vai brigar por essas bolas, sofrer faltas", comentou o jogador, enxergando com bons olhos a possibilidade de sair de um 4-2-4 para um 4-2-3-1. Nada, porém, que impeça a manutenção dos quatro armadores/atacante, sem alguém fixo à frente.

"Às vezes, numa determinada situação, em que você precisa criar mais, ter um time mais móvel e jogar sem centroavante por ser uma boa opção também. Mas esse 'pepinozinho' fica para o Loss, para tentar achar a melhor estratégia para que a gente possa fazer um grande jogo", continuou o jogador.

A definição sobre qual será o esquema escolhido sairá nesta terça-feira, no último apronto alvinegro antes do embate contra os catarinenses. Com todos à disposição, Loss não poderá reclamar de contusões, já que apenas o volante Renê Júnior, em recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo, e o atacante Sergio Díaz, em processo de recondicionamento físico, estão em São Paulo.

Por ter vencido a primeira partida, na Arena Corinthians, o Timão precisa apenas de um empate na Arena Condá para assegurar vaga na semifinal. Qualquer vitória por um gol do adversário leva a decisão para os pênaltis, independentemente do número de gols marcados fora de casa.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?