Duílio fez promessa antes da eleição no Corinthians e agora é cobrado

Tiago Salazar - São Paulo,SP

06-12-2020 06:00:17

Duílio Monteiro Alves prometeu a pessoas próximas que pararia de fumar caso vencesse a eleição para presidente do Corinthians.

No último fim de semana, o pleito no Parque São Jorge confirmou a vitória do ex-diretor de futebol, que imediatamente passou a ser cobrado pelos confidentes, já que durante a contagem dos votos, principalmente, o então candidato acendeu inúmeros cigarros.

Em resposta bem-humorada, o sucessor de Andrés Sanchez avisou que vai cumprir a promessa a partir de 4 de janeiro de 2021, quando tomará posse do cargo.

Essa não é a primeira vez que Duílio atribui um propósito corintiano como incentivo para se libertar do vício. Em 2012, quando era diretor-adjunto de futebol, ele também ficou um período sem fumar graças a conquista do título Mundial.

Pessoas que convivem com Duílio torcem para que dessa vez a promessa seja cumprida de maneira definitiva. Isso porque o próximo presidente do Corinthians chegou a sofrer um infarto em 2018, quando acabou sendo operado pelo seu ex-companheiro do departamento de futebol, Dr. Jorge Kalil.

No ano seguinte, Duílio também foi internado às pressas por causa fortes dores abdominais.


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?