Diretor diz que pagamento de salários atrasados deve ocorrer nesta terça

São Paulo, SP

21-11-2016 19:57:16

O diretor de finanças do Corinthians, Emerson Piovezan, afirmou que o clube deverá acertar nesta terça-feira o pagamento dos salários atrasados dos jogadores que não receberam os vencimentos referentes ao mês de outubro.

“Houve um pequeno atraso por causa do feriado da semana passada”, disse Piovezan à Rádio Globo, em entrevista concedida na noite desta segunda-feira. Ele se referiu a 15 de novembro, data em que se comemora o Dia da Proclamação da República. “Estamos equacionando isso hoje. Até amanhã resolvemos”, acrescentou.

De acordo com o dirigente, o atraso nos salários aconteceu em função do não recebimento de créditos que deveriam ter sido pagos, provocando um descompasso no fluxo de caixa do clube.

“Não foi atraso de patrocínio, não. Foram outros recebíveis que infelizmente não foram honrados e ficamos com esse problema”, explicou.

Em relação à política financeira para contratações de jogadores para a temporada 2017, Piovezan ressaltou que o dinamismo do futebol não permite que o Corinthians respeite sempre o teto de gastos estipulado pela diretoria do clube.

“O futebol é dinâmico. Não podemos falar que vamos estabelecer determinado teto se tivermos a possibilidade de ter algum atleta. Vamos fazer um esforço para ter esse atleta que nos atende, temos uma política em relação ao teto, mas o futebol é dinâmico e isso depende das oportunidades que surgirem no mercado”, argumentou Emerson, que assegurou que o clube encerrará 2017 “no azul”.

“Sim, devemos encerrar esse ano no azul. Depois de um grande esforço que a diretoria do Roberto (de Andrade, presidente) fez, vamos encerrar no azul”, concluiu.

À espera do pagamento, os jogadores do Corinthians enfrentam o Internacional a partir das 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, em Itaquera, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na briga por uma vaga na Copa Libertadores 2017, o Alvinegro, que ocupa o nono lugar, contabiliza 51 pontos, quatro a menos que o Botafogo, primeira equipe dentro do G6.

Deixe seu comentário