Corinthians determina 3 conceitos obrigatórios para as categorias de base

Tiago Salazar - São Paulo,SP

11-04-2020 05:00:48

O Corinthians colocou Osmar Loss na coordenadoria das categorias de base do clube. Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, o dirigente explicou que uma nova metodologia vai ser implantada assim que o trabalho for retomado nos campos.

“O clube já vinha construindo um caderno de diretrizes, de que tipo de jogador quer formar. São três aspectos: a cultura do clube, os modelos desde a fundação, o perfil; a cultura do futebol brasileiro, resgatar o futebol de rua, o improviso; e a demanda do futebol moderno”.


A decisão vai atingir jogadores desde o Sub-10 até o Sub-23 e foi tomada pela cúpula de futebol do Timão, com participação de Loss.

“Esses são três pilares que norteiam esse caderno do clube, jogo de velocidade e compactação maior. A gente construiu esse caderno de orientação metodológico e estava começando a implantar”.

O diagnóstico é de que os técnicos estavam trabalhando cada um a sua maneira em cada categoria e a evolução dos jogadores acabava comprometida.

Cada treinador, no seu ano, queria dar o seu melhor. E muitas vezes ele não atendia a demanda. No ano seguinte tinha de repetir conceito e conteúdo, sem poder avançar, sem perceber que foi feio em outra faixa etária.

Diferentemente do que acontece em alguns clubes europeus, Osmar Loss avisou que as comissões técnicas das categorias de base do Corinthians terão liberdade para adotar o sistema tático que entenderem como melhor, de acordo com o que potencial de cada grupo.

“Efetivamente, a gente não tem um sistema tático pré-determinado. O que temos prezado e que se adequa ao profissional é ter o jogador formado com a prerrogativa que ele tenha esses três pilares: excelência técnica, física e tática. A gente não vai restringir a uma formação tática”.

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?