Carille confirma que deixará Roger no banco contra o Atlético-MG

São Paulo, SP

26-04-2018 08:06:59

Contratado para ser o centroavante com que o técnico Fábio Carille tanto sonhou em 2018, Roger poderá fazer a sua estreia pelo Corinthians no domingo. O jogador vindo do Internacional será relacionado para a partida contra o Atlético-MG, no Independência.

“Vou precisar ter muito cuidado até a parada para a Copa do Mundo porque não posso usar o Roger na Libertadores e na Copa do Brasil. Mas ele já vai para o próximo jogo, com certeza, porque é uma opção diferente. Só não iniciará ainda”, comentou Carille, após o empate por 0 a 0 com o Vitória, na quarta-feira à noite, pela Copa do Brasil.

Roger não pode defender o Corinthians no torneio nacional de mata-mata porque já esteve em ação pelo Inter. Na Libertadores, ele será inscrito caso o seu novo clube avance às oitavas de final.


Por enquanto, Carille está satisfeito por ter uma nova alternativa ofensiva ao menos no Campeonato Brasileiro. O técnico passou a adotar uma formação tática sem um centroavante depois que reprovou Kazim e Júnior Dutra na função e tem sido bem-sucedido dessa maneira.

“Mas o Corinthians sabe jogar com esse tipo de jogador. Dos 11 títulos que ganhou nos últimos anos, só dois foram sem um camisa 9, o Paulista deste ano e a Libertadores de 2012”, disse Carille, em um discurso repetitivo, antes de elogiar Roger. “Ele está treinando bem, com vontade, e já entende o que é o Corinthians.”

Confiança na vaga
Para Carille, o Corinthians sentiu a ausência de um jogador como Roger contra o Vitória. Ainda assim, o técnico valorizou a igualdade obtida na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, visto que o Corinthians decidirá a classificação em Itaquera.

Nem mesmo a derrota no último encontro com o Vitória em casa tirou o otimismo de Carille. Em 19 de agosto de 2017, o time baiano quebrou uma série invicta de 34 jogos do Corinthians ao fazer 1 a 0 em Itaquera, com gol do hoje centroavante são-paulino Tréllez.

“Foi uma partida em que nada deu certo, em que o Vitória jogou muito. A gente não queria ter perdido, mas faz parte. Agora, é outra história, outro campeonato. Vida que segue”, afirmou Fábio Carille.

Deixe seu comentário