Investigadores britânicos irão à Colômbia para analisar acidente

São Paulo, SP

29-11-2016 18:35:42

Três investigadores britânicos serão enviados à Colômbia para analisar a cena do acidente de avião da companhia boliviana Lamia. A aeronave, que já não é mais fabricada, foi produzida pela British Aerospace e caiu em solo colombiano, matando 75 pessoas, sendo praticamente toda a equipe de futebol e comissão técnica da Chapecoense.

Os investigadores foram solicitados por autoridades colombianas e são esperados em Medellin já nesta quarta-feira. O AAIB (Air Accident Investigation Branch), ligado ao governo britânico, informou que os enviados serão acompanhados por representantes do grupo BAE Systems (ex-British Aerospace).

' href='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2016/11/29/lequipe-1024x741.jpg' data-thumb='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2016/11/29/lequipe-1024x741.jpg'>

De acordo com o site especializado Planepotters, a aeronave tinha 17 anos e fez seu primeiro voo em março de 1999. No mesmo ano, o avião foi vendido pela empresa britânica à americana Mesaba, que o usou até 2007, antes de cedê-lo à irlandesa CityJet. Desde outubro de 2013, a aeronave pertencia à Lamia, especializada em voos fretados.

Leia Mais:

A aeronave transportava 81 pessoas, sendo 72 passageiros – entre jogadores, comissão técnica, dirigentes e jornalistas – além de nove tripulantes.

Deixe seu comentário