Richardson vê resultado ruim, mas absolve Arthur por pênalti

São Paulo , SP
15/10/2018 23:18:27 — 15/10/2018 23:31:33

Em: Brasileiro Série A, Ceará, Futebol
Volante Richardson absolveu o companheiro Arthur Cabral pelo pênalti (Foto: Bruno Aragão/Divulgação)

O Ceará desperdiçou a oportunidade de deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira. O volante Richardson lamentou o empate por 0 a 0 contra o Botafogo no Castelão, mas absolveu o companheiro Arthur Cabral pelo pênalti perdido.

“Pelas circunstâncias do jogo, é um resultado ruim. É que, no futebol, não existe justiça. Se existisse, teríamos saído com os três pontos, porque a gente criou muito, muitas chances. Não tivemos a eficácia para fazer o gol”, disse Richardson em entrevista ao Sportv.

Aos 28 minutos do primeiro tempo, Samuel Xavier cruzou, Rabello cortou errado e Lindoso cometeu pênalti em Juninho Quixadá. Na cobrança, Arthur bateu à direita do gol defendido por Saulo, que pulou para o outro lado. Ao falar sobre o lance, Richardson foi compreensivo.

“O Arthur já resolveu muitos jogos para a gente e, hoje, acabou errando o pênalti. Faz parte. Agora, é levantar a cabeça. Fizemos um bom jogo. Precisamos manter essa pegada e essa união no grupo para que possamos escapar o mais rápido possível do rebaixamento”, declarou.

Com 31 pontos em 28 partidas, o Ceará permanece na 17ª colocação do Campeonato Brasileiro. O Vitória, primeiro time fora da zona de rebaixamento, tem 32 pontos em 29 partidas. Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, o time alvinegro enfrenta o Palmeiras, no Pacaembu.