COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Fernandinho teve atuação comprometedora na goleada por 7 a 1 de 2014 (Foto: Lucas Figueiredo/Divulgação)

A Seleção Brasileira terá o lateral direito Daniel Alves como capitão e o volante Fernandinho titular no confronto com a Alemanha. Na manhã desta segunda-feira, véspera do amistoso, o técnico Tite conduziu um treinamento no Estádio Olímpico de Berlim.

Para fortalecer o meio de campo diante dos atuais campeões mundiais, Tite pretende trocar o ponta Douglas Costa por Fernandinho. Assim, depois de atuar centralizado na vitória sobre a Rússia, Philippe Coutinho jogará aberto pelo lado esquerdo do ataque, com Willian na ala oposta.

Na zaga, o experiente Thiago Silva permanece como titular após fazer uma exibição consistente no amistoso disputado em Moscou. O jovem Marquinhos, recuperado recentemente de lesão na coxa esquerda pelo PSG, ainda não tem ritmo de jogo ideal.

Aos 34 anos de idade, o experiente Daniel Alves será o capitão da Seleção Brasileira pela quarta vez na gestão Tite – em 18 partidas, o time nacional já teve 15 atletas com a tarja. O comandante planeja manter o sistema de rodízio durante a Copa do Mundo da Rússia.

O confronto entre Brasil e Alemanha está marcado para as 15h45 (de Brasília) de terça-feira, no Estádio Olímpico de Berlim. A Seleção entrará em campo com Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Willian, Paulinho, Fernandinho e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus.

O duelo a ser disputado na capital alemã será o primeiro entre as duas seleções desde a humilhante derrota por 7 a 1 sofrida pelo Brasil na semifinal da Copa do Mundo 2014. A partida é também a última antes de Tite divulgar a lista final de convocados para a edição de 2018 do torneio.



A tarde de domingo foi marcada pelo encontro de esportistas nacionais no evento de lançamento da camisa da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo. Além de Ronaldinho Gaúcho e Bebeto, outros representantes do esporte do País estiveram no “Dia do Brasileiragem”, como Leandrinho Barbosa, Andressa Alves, Vanderlei Cordeiro de Lima e Rafaela Silva.

O jogador de basquete do Franca manifestou sua confiança na equipe nacional para a disputa do torneio na Rússia. “A expectativa é grande. A gente espera que nossa Seleção faça um grande trabalho, traga o título, que eu acho que esse é o objetivo”, afirmou, com exclusividade à Gazeta Esportiva.

Leandrinho ainda aproveitou a oportunidade para elogiar o técnico Tite. “Ele vem fazendo um grande trabalho, nesse último amistoso foi maravilhoso assistir, e eu tenho certeza que com esse elenco, essa renovação, com a juventude que está vindo aí, vai ser um campeonato maravilhoso”, disse.

Já Vanderlei Cordeiro de Lima está na expectativa para a partida amistosa contra a Alemanha, nesta terça-feira. “É revanche, porque está engasgado. Acho que é o momento. Existe a expectativa e o compromisso daqueles que estão nos representando, e a nação brasileira está ai”, pontuou.

Ainda no evento, a judoca Rafaela Silva comentou sobre a emoção de estar ao lado de um ídolo que já cumpriu seu papel pela Seleção: Ronaldinho Gaúcho: “Foi bem bacana. Quando eu comecei a ter contato com o esporte, queria jogar futebol e ser o Ronaldinho Gaúcho. É muito gratificante para mim que cresci o admirando estar aqui ao lado dele”, falou.

A cerimônia de lançamento do novo uniforme foi realizado na Avenida Paulista, em São Paulo. Quem também marcou presença foi outra estrela do futebol: Andressa Alves, que vive grande fase no Barcelona. “É muito bom morar em Barcelona. Lá temos um futebol parecido com o nosso, de toque de bola e infiltrações. Eu me adaptei bem”, frisou a jogadora.

Na Copa do Mundo, os comandados de Tite farão a estreia contra a Suíça, no dia de 17 de junho, em Rostov pelo Grupo E, que ainda é composto por Sérvia e Costa Rica.

* Especial para a Gazeta Esportiva



Rostov do Don é a maior cidade do Sul da Rússia. A 1100km de Moscou, será lá onde a Seleção Brasileira fará sua estreia na Copa do Mundo da Rússia, no dia 17 de junho, contra a Suíça. Com 1,1 milhão habitantes, é conhecida como berço do povo cossaco, protagonista no processo de expansão russa.

Uma das grandes atrações da cidade é o rio Don, e o estádio localiza-se justamente à margem dele. A Arena Rostov tem capacidade para 45 mil pessoas e será a casa do time da cidade, o Rostov FC, campeão da Copa da Rússia de 2014, ao término do Mundial.

Rostov também é conhecida como “Cidade da Morte”. Entre 1978 e 1990 o serial killer mais famoso do país, Andrei Chikatilo, um engenheiro ucraniano, cometeu mais de 50 assassinatos, que ele próprio confessou, e acabou recebendo pena de morte, sendo fuzilado em 1994.

Além da estreia da Seleção Brasileira no Mundial, Rostov sediará outros três jogos da fase de grupos da competição e uma partida das oitavas de final. Uruguai x Arábia Saudita, Coreia do Sul x México e Islândia x Croácia também jogarão por lá no estágio inicial da Copa do Mundo.



Miranda durante treino da Seleção Brasileira (Foto: Pedro Martins/Mowa Press)

O último amistoso da Seleção Brasileira antes da convocação final para o Mundial será nesta terça-feira, diante da Alemanha no estádio Olímpico de Berlim, às 15h45 (horário de Brasília). Será a primeira oportunidade da equipe canarinho vencer os alemães depois do fatídico 7 a 1 e para o zagueiro Miranda, o jogo será uma grande atração para todos que acompanham futebol.

“Bom, a Alemanha é uma equipe jovem, mas com muita qualidade técnica. Nós também não temos jogadores que não disputaram o último Mundial, e com certeza será um grande duelo para quem jogar a e assistir. O que devemos fazer é não focar a marcação em apenas um jogador, mas em toda a equipe deles”.

Quando perguntado sobre uma eventual lesão que tire o zagueiro de sua primeira Copa do Mundo, Miranda foi bastante enfático ao dizer que o medo existe, mas que no momento em que o jogo começa tanto ele como todos os atletas convocados devem se esforçar ao limite em seus clubes para sair justificar a escolha de Tite.

“Sim, há o receio, ainda mais porque essa seria minha primeira Copa do Mundo na carreira Mas a partir do momento que eu entro em campo, eu sempre dou meu máximo, eu vou até ao meu limite para que a escolha de Tite e dos outros treinadores da Seleção Brasileira seja justificada”.

O zagueiro também foi questionado sobre a entrada de Fernandinho no time titular para o duelo contra a Alemanha. “Bem, para nós defensores, não muda muito porque a gente em um sistema de jogar, que independente dos nomes que tenham, é bastante ofensivo. Com a entrada de Fernandinho a gente ganha em força, por causa da habilidade que ele tem”.

O jogo entre Brasil e Alemanha será o último jogo antes da convocação que acontecerá em maio. Depois da lista final, o Brasil ainda encara a Croácia e a Áustria, nos dias 03 e 10, respectivamente.

 

 

 



Cristiano Ronaldo é a grande estrela de Portugal (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

A rodada de amistosos internacionais continua nesta segunda-feira. O principal jogo do dia será entre Portugal e Holanda, às 15h30 (de Brasília), em Genebra. A experiente seleção Portuguesa, enfrentará a renovada seleção Holandesa, em busca de outra vitória.

A atual campeã da Eurocopa venceu, com dificuldade, o Egito por 2 a 1, em Zurich, na Suíça, com dois gols de Cristiano Ronaldo nos acréscimos da etapa final. Já a Laranja Mecânica, perdeu por 1 a 0 para a seleção Inglesa, em Amsterdã.

Esta é a última partida antes de Fernando Santos anunciar os 23 jogadores para a Copa do Mundo, da Rússia. Portugal está no Grupo B com Espanha, Irã e Marrocos.

Já a Holanda tenta se reestruturar após não se classificar para a Eurocopa de 2016 e para o Mundial deste ano. O treinador Ronald Koemen foi contratado com o desafio de qualificar a equipe para as fases finais da Eurocopa 2020 e para a Copa do Mundo de 2022.

Confira outros amistosos desta segunda-feira:

13:00 Bulgária x Cazaquistão
13:00 Finlândia x Malta
14:00 Albânia x Noruega
21:00 Curaçao x Bolívia



Tetracampeão com a Seleção Brasileira em 1994, Bebeto foi uma das estrelas do “Dia do Brasileiragem”, evento que marcava o lançamento das novas camisas do Brasil para a Copa do Mundo deste ano.

O ex-atleta elogiou o trabalho de Tite e confia no hexa: “Eu acho que o Tite montou uma base muito forte. Eu acho que recuperamos aquela autoestima, a gente vê na fisionomia dos jogadores. Hoje a Seleção é outra né”, afirmou com exclusividade à Gazeta Esportiva.

Além disso, Bebeto apontou os favoritos para faturar o Mundial na Rússia: “Tem a Alemanha, atual campeã, Espanha, Inglaterra França, essas são seleções muito fortes. Ainda tem a Argentina, o Uruguai, eu também colocaria a Bélgica também, que é uma seleção que ninguém está falando, mas tem uma seleção forte”, disse o ex-jogador.

Por fim, Bebeto deu um conselho para a equipe: “O conselho que eu daria é que continue com os pés no chão. Continue focada, com um único pensamento, de conquistar o hexacampeonato, com um ajudando o outro, aí vai. Eu tenho certeza que se fizer isso, o Brasil, que já é forte, fica mais forte ainda”, finalizou.

O Brasil estreia no Mundial no dia 17 de junho, em Rostov, contra a Suíça o Grupo E que ainda é composto por: Costa Rica e Sérvia.

* Especial para a Gazeta Esportiva



Neste domingo, o “Dia da Brasileiragem” tomou conta da Avenida Paulista. O evento da Nike, em parceria com a CBF, marcava o lançamento da nova coleção de uniformes da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo deste ano. Além disso, outras atividades envolvendo arte e música faziam parte da programação. As grandes estrelas eram os campeões mundiais com o Brasil, Bebeto e Ronaldinho Gaúcho, que participaram das campanhas do tetra e do penta, respectivamente.

Rafaela Silva (judô), Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo), Leandrinho (basquete) e Andressa Alves (jogadora do Barcelona e da seleção feminina) foram outras importantes presenças no lançamento.

Às 10h00 da manhã, quando o grande público já dominava o entorno do Shopping Cidade São Paulo, acontecia o Nike Training Club (NTC), que consistia na prática de atividades físicas em frente ao container armado pela patrocinadora da vestimenta. Ao longo da Paulista, a Arena de Dribles e Golzinho, Desafios de Futmesa, Atividades de Basquete e Skate eram outras atrações ao longo do dia.

Uma hora depois, em ação paralela da Mastercard, um bandeirão com mensagens de apoio dos torcedores para os jogadores dos comandados de Tite foi estendido em parte da Avenida. O intuito era incentivar os atletas para o Mundial na Rússia.

O momento mais esperado foi às 12h30, quando enfim, os atletas se reuniriam no container com os fardamentos atuais. Porém antes, o cantor Fabio Brazza agitou o público, que estava debaixo de um sol muito forte com a música “Brasileiragem”, fazendo alusão às trajetórias dos atletas brasileiros ao cotidiano do cidadão comum e mostrou as camisas da Seleção de 1998 até 2014.

Brazza ainda explicou os significados do atual uniforme. O amarelo, relembrava o tricampeonato do Brasil de 70, no Méixco, enquanto que o azul remetia ao primeiro título Mundial em 1958, na Suécia.

Encerrada a música, Rafaela Silva, foi a primeira atleta a ser chamada. A judoca apresentou uma camiseta verde, mais casual. Na sequência, Leandrinho entrou com o uniforme, com tons mais escuros, sendo muito aplaudido pelo público presente.

A skatista Pamela Rosa estava com um agasalho amarelo. Andressa Alves, foi a primeira a entrar com a nova camisa de jogo. Porém, o público foi ao delírio, quando Bebeto, campeão em 1994 entrou com o uniforme azul, a segunda cor utilizada pelo Brasil.

Finalmente, a grande estrela do evento, Ronaldinho Gaúcho entrou com a tradicional amarelinha. O “Bruxo”, como é popularmente conhecido pelas belas jogadas que costumava fazer nos gramados, arrancou gritos da multidão, que o aguardavam com ansiedade, pois muitos compareceram graças à presença confirmada do ex-jogador da Seleção. O R10 acenou com o “hang-loose”, sinal que o consagrou, especialmente nos tempos de Barcelona.

* Especial para a Gazeta Esportiva




Não são apenas os alemães que veem uma Seleção Brasileira melhor preparada em 2018 em comparação com 2014. O zagueiro Miranda, que não fazia parte do grupo de Felipão para a última Copa, acredita que a atual equipe está melhor preparada e pronta para enfrentar a atual campeã mundial. No entanto, o defensor entende as recorrentes lembranças ao 7 a 1, apesar de afirmar que o resultado já foi superado.

“Acho que a gente martela muito sobre o 7×1 porque não é normal no futebol, numa seleção como o Brasil, ser surpreendida como foi. Mas todo europeu respeita, sabe que aquilo é passado, e nós que estamos aqui hoje queremos escrever uma nova história. É uma boa recordação para os alemães, para nós é com tristeza. Mas é passado, hoje a Seleção está muito melhor preparada, pronta para enfrentar a Alemanha, que é uma das favoritas à Copa”, analisou o defensor.

Novamente questionado sobre quais os rescaldos daquela eliminação histórica de quatro anos atrás sobre o amistoso dessa semana, o zagueiro fez questão de ressaltar os momentos distintos, e acredita que os recentes resultados da equipe de Tite reacenderam a confiança do brasileiro em sua Seleção.

“São momentos diferentes, aquilo ficou para a história. No dia do 7×1 eu estava na Espanha, tinha voltado a treinar, vi com imensa tristeza, mas conseguimos dar a volta por cima e retomar a autoestima do povo brasileiro. Nos classificamos com muitas rodadas de antecedência, isso demonstra que nossa Seleção amadureceu e está forte”, completou.

Ao lado de Thiago Silva, o defensor será titular da equipe de Tite que enfrenta a Alemanha na próxima terça-feira, no estádio Olímpico de Berlim, às 15h45 (de Brasília);



O técnico Tite comandou um treinamento neste domingo em Berlim visando a preparação da sua equipe para o duelo contra a Alemanha, na próxima terça-feira. Na atividade, o comandante esboçou uma importante alteração no meio de campo brasileiro, dando uma oportunidade para Fernandinho.

O volante do Manchester City, que esteve em campo no 7 a 1, entra na vaga de Douglas Costa, alterando o posicionamento de Philippe Coutinho da zona central do campo para a ponta esquerda. Está deve ser a única mudança feita na equipe titular em relação aos 11 que iniciaram a vitória sobre a Rússia por 3 a 0, na última sexta-feira.

No treino deste domingo, o grupo realizou uma atividade em campo reduzido, na qual os 22 atletas de campo foram divididos em três times, sendo dois deles se enfrentado com sete jogadores e o outro com oito podendo trocar passes livremente. Após este treinamento, Tite dividiu a seleção entre os titulares e reservas para finalizar a preparação para bolas paradas.

Assim, o Brasil deve entrar em campo com: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Thiago Silva e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Fernandinho; Willian, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. Vale ressaltar que além de Fernandinho, Daniel Alves, Thiago Silva, Marcelo, Paulinho e Willian também integram o grupo que acabou sofrendo o 7 a 1 para a Alemanha.

Brasil e Alemanha se enfrentam para um amistoso preparatório para a Copa do Mundo na próxima terça-feira, em partida marcada para às 15h45 (de Brasília) no estádio Olímpico de Berlim.