Gazeta Esportiva

Xabi Alonso quer inculcar uma "grande mentalidade vencedora" no Bayer Leverkusen

AFP - São Paulo,SP

06/10/22 | 17:31

Xabi Alonso, novo treinador do Bayer Leverkusen, foi apresentado à imprensa nesta quinta-feira. O espanhol assume a equipe no momento em que os alemães fazem um início de temporada catastrófico. Segundo o ex-jogador, o elenco precisa de uma "grande mentalidade vencedora".

"Antes de mais nada, estou feliz por estar aqui, é uma grande honra", disse Alonso, fazendo um esforço para se expressar em alemão, depois de ter passado três temporadas no Bayern de Munique, de 2014 a 2017, antes de se aposentar como jogador. "É um grande clube, a equipe é muito boa. Temos grandes objetivos a alcançar", acrescentou.

A urgência será fugir da zona de rebaixamento, já que o Bayer, após oito rodadas do Campeonato Alemão, ocupa a 17ª e penúltima colocação, com apenas cinco pontos e uma vitória. Ao mesmo tempo, o time ainda luta por uma vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões - tem três pontos, empatado com Atlético de Madrid e Porto e longe do surpreendente líder Brugge, que soma nove.

Xabi Alonso foi anunciado na última quarta-feira, depois de mais uma derrota, para o Porto, substituindo o suíço Gerardo Seoane, e estreia contra o Schalke 04, no sábado às 10h30 (de Brasília), em Leverkusen.

"Há muitas coisas a fazer, primeiro para conhecer os jogadores. Precisamos de uma nova energia, para acreditar que podemos jogar um bom futebol e dominar", disse o ex-jogador de 40 anos, campeão mundial em 2010 com a Espanha. "Queremos jogar de forma intensa, com ou sem a bola. Queremos ser ativos e ter uma boa mentalidade vencedora", completou.

"No passado, tive a oportunidade de comandar uma equipe de alto nível, mas preferi me preparar e esperar o momento adequado. Estou pronto, é o momento certo. Como jogador, tentei traçar meu caminho e tento fazer isso como treinador", disse o ex-volante de Liverpool, Real Madrid e Bayern de Munique.

Após sua carreira como jogador, Xabi Alonso se tornou treinador, primeiro gerenciando as categorias de base no Real Madrid e, por três temporadas na subsidiária da Real Sociedad, em que conseguiu o acesso para a Segunda Divisão do Campeonato Espanhol, antes de ser rebaixado no primeiro semestre deste ano.

Deixe seu comentário