Jorginho e atletas aprovam empate do Bahia na casa do Coritiba

São Paulo, SP

15-06-2017 19:18:16

O Bahia chegou ao segundo jogo seguido sem vitória no Campeonato Brasileiro. Mas, em compensação, arrancou um empate fora de casa nessa quinta, conquistou seu primeiro ponto como visitante e ainda acabou com os 100% de aproveitamento do Coritiba dentro do estádio Couto Pereira na competição. Tudo isso, aliado ao duelo equilibrado com o Coxa, inclusive exigindo boas defesas do goleiro Wilson, deixaram o Esquadrão satisfeito.

"O jogo foi bem equilibrado. Eles tiveram oportunidades, nós também, principalmente no segundo tempo. No segundo tempo, a equipe manteve a posse de bola, saiu jogando com a bola, foi o que eu pedi. O Wilson foi muito bem nos momentos defensivos, foi meu goleiro no Figueirense. Acho que foi um placar justo e poderia ter sido vitória deles ou nossa. Seria normal", analisou o técnico Jorginho, antes de explicar os motivos para sua equipe não ter encaixado na etapa inicial.

"A gente recuperava a bola e rapidamente perdia. Pedi para tirar da zona depressão. Nossa transição ofensiva foi muito boa. Recuperamos e saímos jogando. Nada de sair chutão", contou.

Por fim, Jorginho ressaltou a entrega de seu grupo na partida dessa quinta e valorizou o 0 a 0 contra um rival que sempre impõe muitas dificuldades quando atua diante de seu torcedor.

"A gente conversou bastante. Foi muito vídeo e conversa. Eles nem treinaram do jogo do Grêmio para cá. A torcida daqui pressiona. Eles gostam de fazer pressão. Uma torcida marcante. A torcida deles tem um estilo de jogo muito forte. A gente precisava igualar isso. O Bahia tem futebol leve e muito competitivo", concluiu o técnico.

Para os jogadores, o gostinho de que dava para ter surpreendido e arrancado os três pontos no Paraná ficou evidente. Mesmo assim, ninguém tratou de reclamar do empate.

"Conquistar ponto é importante fora de casa. Não foi o resultado que queríamos, mas agora é descansar", disse Renê Júnior à Rádio Metrópole, com discurso compartilhado pelo volante Juninho. "Jogar fora de casa é difícil. Brasileiro é uma competição muito nivelada, as equipes investem muito. Hoje a gente pegou um Coritiba que vive um bom momento", reforçou.

Para o meia Vinicius, que passou a receber oportunidades depois de um longo período fora do time, o comportamento da equipe do Bahia contra o Coxa tem de ser usado como referência para o próximo desafio, diante do Palmeiras, em Salvador.

"O time está de parabéns. Chegou e fez uma proposta muito boa aqui. Primeiro ponto que a gente consegue fora de casa, mas agora já é pensar no Palmeiras, jogo importantíssimo dentro de casa", avisou.

Deixe seu comentário