Özil, um dos mais criticados, se manifesta pela 1ª vez após eliminação

São Paulo, SP

30-06-2018 10:35:59

Um dos jogadores mais criticados durante a campanha da seleção alemã na Copa do Mundo, Mesut Özil se manifestou pela primeira vez após a surpreendente eliminação do seu país na primeira fase do torneio. Através de suas redes sociais, o jogador do Arsenal demonstrou sua decepção pelos resultados muito aquém do esperado.

“Ter que sair da Copa do Mundo depois da fase de grupos dói muito. Nós simplesmente não fomos bons o suficiente. Vou precisar de algum tempo para superar isso”, escreveu Özil.

Vestindo a camisa 10 da Alemanha neste ano, o meio-campista era uma das grandes esperanças da seleção em 2018. Campeão mundial há quatro anos, no Brasil, Özil, no entanto, não conseguiu repetir as boas atuações e teve de lidar com muitas críticas vindas até mesmo de outros nomes importantes da história do futebol germânico.

Lothar Matthäus, campeão mundial com a Alemanha em 1990, na Copa do Mundo da Itália, chegou a escrever que Mesut Özil parecia jogar sem paixão em sua coluna no jornal Bild, um dos principais de seu país.

Antes mesmo de a bola rolar na Copa do Mundo, Özil já vinha sendo criticado por muitos do seu país. O meia, filho de pais turcos, posou para uma foto ao lado do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que estava em campanha eleitoral para se manter no cargo que ocupa há 15 anos. O político não possui uma relação diplomática amigável com a Alemanha pelo fato de governar o país euroasiático de maneira bastante repressiva, chegando a prender seus opositores.

A foto rapidamente gerou um forte debate na Alemanha sobre os imigrantes que vivem no país. Após a derrota para a Coreia do Sul, o preparador de goleiros da seleção alemã, Andres Köpke, revelou que Özil foi insultado por um torcedor na saída do gramado.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário