Gazeta Esportiva

Jogadores da Alemanha fazem protesto em foto oficial de jogo com Japão

São Paulo, SP

23/11/22 | 10:29 - 23/11/22 | 12:04

Nesta quarta-feira, momentos antes da bola rolar para o jogo entre Alemanha e Japão pela primeira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, os jogadores alemães fizeram um protesto na foto oficial. Os atletas posaram com a mão na boca, o que simboliza que foram silenciados após a Fifa proibir o uso da braçadeira de capitão com a mensagem "One Love" ("Um amor", em português).

"Queríamos usar nossa braçadeira de capitão para defender os valores que defendemos na seleção alemã: diversidade e respeito mútuo. Juntamente com outras nações, queríamos que nossa voz fosse ouvida. Não se tratava de fazer uma declaração política, os direitos humanos não são negociáveis. Isso deveria ser dado como certo, mas ainda não é o caso. Por isso esta mensagem é tão importante para nós. Negar-nos a braçadeira é o mesmo que nos negar a voz. Mantemos nossa posição", publicou a federação alemã no Twitter.

Além da Alemanha, Inglaterra, País de Gales, Bélgica, Holanda, Suíça e Dinamarca pretendiam usar o acessório personalizado no Mundial do Catar contra a discriminação. Porém, desistiram da iniciativa na segunda-feira diante da ameaça de punições esportivas pela Fifa, como o cartão amarelo logo no início do jogo para o capitão.


"A Fifa foi muito clara. Vai impor sanções esportivas se nossos capitães usarem as braçadeiras em campo. Como federações nacionais, não podemos pedir a nossos jogadores que se arrisquem a sanções esportivas, incluindo cartões amarelos", escreveram as sete federações dos país envolvidos na iniciativa.

A Alemanha faz a sua estreia na Copa do Mundo nesta quarta-feira diante do Japão. Mais tarde, às 13 horas (de Brasília), é a vez de Espanha e Costa Rica, os outros dois times do grupo E, se enfrentarem.

Deixe seu comentário