Gazeta Esportiva |

Ryan Lochte assume responsabilidade em confusão no Rio de Janeiro

Em Bastidores, Natação, Olimpíadas 2016, Olimpíadas Destaque
Atualizado em 20/08/2016 - 23:04:44 Compartilhe
São Paulo , SP
Ryan Lochte foi assaltado na madrugada deste domingo após sair de uma festa junto com Thiago Pereira e outros amigos (Foto: Martin BUREAU/AFP)
Em primeira versão, Lochte disse ter sido assaltado em posto do Rio de Janeiro. Norte-americano disse que história foi “exagerada” (Foto: Martin BUREAU/AFP)

A confusão que Ryan Lochte, nadador norte-americano, causou no Rio de Janeiro durante a disputa dos Jogos Olímpicos ainda dá o que falar. Neste sábado, em entrevista à TV Globo, o atleta assumiu total responsabilidade pela história contada às autoridades brasileiras.

“Se eu não tivesse exagerado a história, ou contado completa, nada disso teria acontecido. Eu estava vindo da casa da França, estava altamente entoxicado, e eu fiz acusações imaturas. Se eu não tivesse feito isso, nada teria acontecido. As pessoas do mundo inteiro não estariam prestando atenção nisso, e sim assistindo aos Jogos”, disse Ryan.

Leia mais:

Uma semana após o ocorrido, o nadador ainda se mostrou confuso ao comentar o assunto. Lochte se envolveu em uma confusão em um posto de gasolina do Rio de Janeiro após sair de uma festa. No estabelecimento, Ryan e outros três nadadores quebraram parte do banheiro e acabaram discutindo com um segurança do posto, que apontou uma arma aos norte-americanos. No dia seguinte, em entrevista a uma rede de televisão, o nadador afirmou que havia sido assaltado.

“Eu arranquei o pôster da parede do posto e depois os seguranças tinham uma arma. Lembro que o grupo pagou por danos causados ao posto, que não houve extorsão. Não posso dizer o que foi, mas que havia uma arma apontada pra gente e tivemos que dar dinheiro a eles”, afirmou. “Eu exagerei a história, eu não sei, me pergunto todo dia desde então. O Brasil não merece isso. Não estava mentindo, estava exagerando. Assumo total responsabilidade, foi minha culpa”.

O nadador se desculpou pelo acontecimento, e agradeceu ao povo brasileiro, dizendo que foi tratado muito bem durante sua estadia no Rio de Janeiro, onde conquistou uma medalha de ouro, no 4x200m livre.

“Queria pedir desculpas ao dono do posto,à polícia, ao povo do Rio e o povo do Brasil, todos que se uniram pra fazer uma boa Olimpíada e estou 110% arrependido. Eu aprendi com isso. Eu amo vocês,  que me trataram com muito respeito e estou arrependido que minha imaturidade causou toda essa confusão”, finalizou.

Comente