Corte Arbitral confirma doping no curling e russos perdem medalha de bronze

São Paulo , SP
22/02/2018 11:34:45

Em: Mais Esportes, Olimpíadas Destaque
Krushelnitckii foi o responsável pela eliminação da Rússia nas duplas mistas do curling (Foto: Wang Zhao/AFP)

Nesta quinta-feira, a Corte Arbitral do Esporte confirmou a destituição da medalha de bronze conquistada pelos russos Aleksandr Krushelnitckii e Anastasia Bryzgalova, pela categoria de duplas mistas do curling nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang. O primeiro deles foi flagrado pelo exame antidoping, em função do uso de meldonium. O terceiro lugar, portanto, foi repassado à dupla da Noruega, formada por Magnus Nedregotten e Kristin Skaslien.

O Meldonium é a mesma substância que tirou Maria Sharapova das quadras por 15 meses. Pode fazer parte da composição de remédios para manutenção da pressão sanguínea e outras doenças ligadas ao coração, mas também pode causar efeitos que melhoram as performances do indivíduo. A substância foi considerada ilegal pela Wada (Agência Mundial Antidoping) apenas no final de 2016.

O fato ocorre justamente em uma época conturbada na história do esporte russo. Após os escândalos de doping, que provocaram o banimento da delegação de atletismo do país nas Olimpíadas de 2016, o COI (Comitê Olímpico Internacional) excluiu a Rússia dos Jogos de Inverno de 2018. Apenas atletas selecionados pela entidade estão competindo, sem defender a bandeira. Em caso de medalha de ouro, os “Atletas Olímpicos da Rússia”, como foram denominados para as competições na Coreia do Sul, não têm o hino de seu país tocado.