Pella vence Garin e conquista primeiro título de ATP da carreira no Brasil Open

Fernanda Lucki Zalcman* - São Paulo,SP

03-03-2019 16:04:36

Guido Pella tem 28 anos e conquista primeiro título de nível ATP (Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação)

Guido Pella é o grande campeão do Brasil Open de 2019. Aos 28 anos, o veterano argentino protagonizou um dos pontos mais bonitos do torneio e um belo jogo de tênis contra o jovem chileno Christian Garin, de 22 anos, neste domingo, e venceu a final sul-americana do ATP 250 de São Paulo por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Com o triunfo, Pella encerra um jejum de quatro finais e quatro vice-campeonatos, e conquista seu primeiro título em um torneio de nível ATP. O último argentino a faturar um troféu de simples em solo paulista havia sido Federico Delbonis, em 2014. Além disso, o canhoto irá subir para a 34ª posição do ranking, sua melhor na carreira.

Com isso, a Argentina foi a grande rainha do torneio paulista, já que também foi campeã da chave de duplas, com Federico Delbonis e Máximo Gonzalez.

Do outro lado, o jovem chileno segue sem levantar uma taça de nível ATP, já que fez sua primeira final na ainda breve carreira. Além disso, o Chile mantém o jejum de 10 anos sem ganhar um título, desde Fernando Gonzalez em 2009, em Viña del Mar.


O primeiro set começou agitado, com Garin precisando salvar três break points logo no game inaugural. Na sequência, o equilíbrio reinou na quadra central do Ginásio do Ibirapuera. Os dois tenistas tinham dificuldades para conseguir a quebra, até que com o jogo empatado em 4 a 4, o chileno cedeu seu serviço, deixando Pella a um game de fechar o set.

O argentino, porém, não aproveitou a chance e permitiu o adversário devolver a quebra e empatar o jogo. No game seguinte, no entanto, Garin não conseguiu confirmar o serviço de novo e Pella passou a frente novamente. Desta vez, o argentino não perdoou e, de zero, fechou a parcial.

Garin já começou o segundo set pressionado e cedeu a quebra logo no game de abertura. O jogo, porém, não foi tão tranquilo para Pella. No quarto game, o argentino foi bastante pressionado pelo chileno e precisou se recuperar, salvar um break point e ainda passar por três 40 iguais para confirmar o serviço e abrir 3 a 1.

Na sequência, a partida continuou equilibrada, mas Pella usou sua experiência para segurar a pressão do chileno e chegar ao match point no game do adversário. E foi assim que ele decretou o triunfo e se sagrou campeão do Brasil Open.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário