Atual campeã, França encara a Croácia pela decisão da Copa Davis

São Paulo, SP

22-11-2018 10:00:17

Nesta sexta-feira, França e Croácia começarão a decidir quem ficará com o título da Copa Davis 2018, a última edição em que o torneio entre nações será disputado no formato atual, já que em 2019 a competição passará por uma reformulação na sua estrutura. Curiosamente, os dois países decidiram quem seria campeão do mundo há alguns meses, sendo que, naquela vez, foi na final da Copa do Mundo de futebol.

As duas nações chegam na grande final após passarem por duelos complicados nas semifinais. Enquanto que os franceses precisaram derrotas a Espanha por 3 a 2, os croatas também tiveram que fazer cinco jogos, no caso, contra os Estados Unidos, sendo que na partida decisiva, Coric teve que virar para cima de Tiafoe para garantir seu país na grande decisão da Davis.

No dia 13 de novembro, os técnicos de cada país definiram quais serão os jogadores que defenderão seus países e buscarão o título. Do lado da França, Lucas Pouille e Jeremy Chardy atuarão pelas simples, enquanto que Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut jogarão pelas duplas, com Tsonga como tenista reserva. Já os croatas terão Borna Coric e Marin Cilic nas simples, e Mate Pavic e Ivan Dodig tentando a sorte nas duplas, com Franko Skugor sendo o reserva imediato.

Realizado pela ITF (Federação Internacional de Tênis), a Copa Davis passará por uma mudança drástica na sua estrutura já no ano que vem. Após uma votação realizada em Orlando, foi decidido que o torneio passará a ser disputado em solo neutro durante uma semana, no mês de novembro, com 18 países participantes lutando anualmente pelo título, deixando de ser uma competição com datas ao longo de todo o ano.

Novo formato da Copa Davis, a partir de 2019 (Foto: Divulgação/ ITF)

No ano passado, a França conquistou o título ao ganhar do Japão nas oitavas de final, da Grã-Bretanha na fase seguinte, da Sérvia na semifinal e da Bélgica, na grande decisão. Com isso, os franceses conquistaram a Copa Davis pela 10° vez na sua história. Já os croatas não tiveram um bom desempenho na edição de 2017, pois caíram para a Espanha logo na primeira fase do Grupo Mundial. Porém, tentam usar como referência a temporada de 2005, quando conquistaram o primeiro (e até agora único) título do torneio entre nações.

Deixe seu comentário