Caio Souza fica em 15º e chinês fatura o ouro no Mundial de ginástica

São Paulo, SP

05-10-2017 23:40:50

Não deu para o brasileiro Caio Souza no Mundial de ginástica artística. Nesta quinta-feira, o ginasta do Brasil entrou em ação no Estádio Olímpico de Montreal, no Canadá, para a disputa da final do individual geral em sua primeira decisão em mundiais, mas sofreu com quedas e deixou a competição com um modesto 15º lugar. O ouro ficou com o chinês Xiao Routeng.

Caio Souza fez boa prova em alguns dos aparelhos e chegou a flertar com o pódio. No entanto, as quedas na barra fixa e no cavalo com alças acabaram comprometendo sua participação, que se encerrou com um 15º lugar.

Na somatória das notas, Caio teve 80.531 pontos. Ele abriu a disputa nas argolas garantindo 14.166 pontos. Na sequência, ele obteve 14.500 tentos no salto. Daí por diante, ele competiu nas paralelas (14.266), na barra fixa (12.133), no solo (13.900) e fechou no cavalo com alças, com 11.566 somados.

A medalha de ouro ficou com o chinês Xiao Routeng, que venceu uma acirrado duelo com o compatriota Lin Chaopan, que ficou com a prata. Kenzo Shirai, do Japão, completou o pódio.

A decisão do individual geral marcou uma nova era na categoria. Isto porque acabou com uma grande dinastia do japonês Kohei Uchimura, que reinava como número 1 do mundo desde 2009. Um dos grandes nomes da história da ginástica, ele vinha de uma sequência de seis títulos mundiais e duas medalhas de ouro olímpicas. No entanto, na etapa classificatória em Montreal, foi surpreendido por uma lesão no tornozelo esquerdo, que o fez deixar o competição.

Na fase classificatória, Caio Souza havia chegada à final com a 14ª posição, somando 81.548, sendo 14.483 no salto, 14.443 nas paralelas, 14.200 nas argolas, 14.033 no solo, 12.166 na barra fixa e 12.700 no cavalo com alças.

A participação brasileira no Mundial do Canadá segue nesta sexta-feira, quando Thaís Fidelis entrará em ação na final individual geral feminina a partir das 20h(de Brasília).

O Brasil ainda terá competidores nos dois dias seguintes. Às 14h(de Brasília) do sábado, Arthur Zanetti disputa o título nas argolas. Já no dia seguinte, no mesmo horário, Thaís Fidelis fecha a participação do Brasil fazendo a final em dois aparelhos: trave e solo.

Deixe seu comentário