Mais Esportes

Hugo Calderano chega a Lima para o Pan com expectativa alta

São Paulo , SP
31/07/2019 19:49:05 — 31/07/2019 20:01:48

Em: Bastidores, Jogos Pan-Americanos, Mais Esportes, Notícias, Tênis
Sétimo do mundo, mesa-tenista de 23 anos brigará por três medalhas na capital peruana. (Foto: Divulgação/ITTF)

Hugo Calderano desembarcou nesta quarta-feira com a Seleção Brasileira em Lima, no Peru, para as disputas de tênis de mesa dos Jogos Pan-Americanos 2019. Atual sétimo colocado e melhor não-asiático do ranking mundial, o carioca de 23 anos chega com a expectativa em alta para defender os títulos individual e por equipes que conquistou na edição passada, há quatro anos, no Canadá.

“Sei que a expectativa é alta em torno de mim e da equipe brasileira. O último Pan foi a minha primeira participação e ganhei dois ouros, então é natural que haja essa expectativa. Estou acostumado a lidar com esse tipo de situação e me sinto pronto para dar o meu melhor em Lima”, afirmou o brasileiro, que tem excelente desempenho em eventos continentais adultos.

Melhor ranqueado de todo o evento, Hugo brigará por três medalhas em Lima: individual, equipes e dupla masculina. As disputas terão início no domingo e irão até o sábado seguinte, penúltimo dia de competições.

O brasileiro vem de resultados expressivos ao longo dos últimos meses. O principal deles foi a medalha de bronze nas Finais do Circuito Mundial do ano passado, em que derrotou nas quartas de final o chinês Fan Zhendong, então número um do mundo.

No Circuito Mundial, Hugo tem alcançado resultados sólidos, enfrentando de igual para igual seus rivais diretos pelas primeiras posições do ranking. O carioca foi ainda o principal destaque do seu clube, o Liebherr Ochsenhausen, nas duas conquistas da temporada 2018/2019: a Liga Alemã, considerada a mais forte da Europa, e a Copa da Alemanha.

“Acabei de disputar duas competições fortes, o Aberto da Austrália e a T2 Diamond, que me deram um bom ritmo de jogo, já que vinha de um período de descanso. Finalizamos a preparação em São Caetano e agora estamos focados nos últimos treinamentos. Estou me sentindo bem para a competição”, projetou.

Apesar do bom momento, Hugo sabe que terá adversários complicados na busca por medalhas.

“O tênis de mesa nas Américas tem evoluído bastante nos últimos anos, então podemos esperar um bom nível na competição. Os adversários mais fortes serão o (Gustavo) Tsuboi e o Kanak Jha, dos Estados Unidos, mas há jogadores de países como Argentina, Porto Rico e Paraguai que também podem fazer jogos duros”, alertou o brasileiro.