A empresa de Inteligência Artificial que está revolucionando o futebol europeu

São Paulo, SP

10-07-2020 09:24:05

Todos que acompanham futebol atualmente já têm convicção de como a tecnologia pode ser uma grande aliada de um time. A análise de dados pode ajudar a trazer grandes resultados dentro de campo, seja com a recomendação precisa de novos jogadores ou com a análise minuciosa das forças e fraquezas dos adversários. É por isso que algumas profissões, como o cientista de dados, vem ganhando tanta força no esporte.

Na maioria dos times toda essa análise é feita por humanos, que analisam os dados e as informações colhidas pelas máquinas. Porém, uma empresa radicada em Cingapura e que já conta com equipes gigantes em sua lista de clientes está mudando essa situação: a Acronis automatiza toda a tarefa de análise através da inteligência artificial.

O Liverpool, o Manchester City e o Arsenal já contam com os serviços da Acronis há algum tempo. Recentemente, a Roma também firmou acordo com a companhia.  Além de oferecer a análise automatizada dos dados, a empresa também presta às equipes serviços de cibersegurança.

Com a inteligência artificial, é possível fazer relatórios detalhados e complexos sobre os pontos fortes e fracos de cada jogador, a partir de vídeos dos treinamentos. Dessa forma, os treinadores têm um respaldo científico na hora de fazer as escolhas para o time principal, além de acesso a informações dos treinos que podem ser quase imperceptíveis em uma análise humana, permitindo adotar melhores estratégias de desenvolvimento individual para cada atleta.

O sucesso da empresa cingapuriana já está abrindo os olhos de empreendedores pelo mundo, que pretendem apostar no mesmo ramo. Um deles é o atacante espanhol Esteban Granero, ex Real Madrid, parceiro da empresa Olocip. O atleta, que ainda está em atividade, na terceira divisão do espanhol, apresentou recentemente sua visão sobre a IA no futebol, comentando a importância de diminuir os erros nas tomadas de decisões, e afirmou que, em breve, esta tecnologia será fundamental para ganhar campeonatos.

Gabriel Fernandes é analista de redes e estuda tendências tecnológicas no TechReviews. Para ele, é questão de tempo para que a IA ganhe ainda mais espaço no futebol: “O futuro da indústria está na redução de gastos com coleta e análise de dados, a agricultura segue o mesmo caminho com a integração das máquinas e automação de processos. O comércio também se aproveita disso para mirar nos clientes certos. É natural que essa tecnologia chegue também aos esportes, ainda mais em uma época de crise, em que a inteligência artificial pode ajudar muito na diminuição de custos operacionais”,afirma Fernandes.

A tendência da inteligência artificial chegou ao futebol com um pouco de atraso. Em outros esportes ela já é presença constante, principalmente nas ligas mais desenvolvidas. Em abril, a NBA e a Microsoft estabeleceram uma parceria neste sentido. A própria Acronis também atende equipes de outros esportes, como a Williams, na Fórmula 1, e o Boston Red Sox, no Beisebol.

Deixe seu comentário