Jadson treina até o final e Carille antecipa "rachão" no Corinthians

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

01-06-2017 17:55:54

Jadson apareceu no campo pela primeira vez nesta semana


O meia Jadson, que não havia entrado em campo ainda nesta semana, seguiu a programação estabelecida para ele e treinou normalmente na tarde desta quinta-feira, no penúltimo trabalho antes do clássico deste sábado, às 19h (de Brasília), no estádio de Itaquera, contra o Santos. Sem problemas clínicos nem físicos, o camisa 10 estará na equipe titular em busca da terceira vitória consecutiva na competição.

Com um dia a menos de preparação em relação aos últimos dois jogos, Carille fez uma movimentação de menos esforço físico para os atletas, apostando em trabalhos setorizados. Após o aquecimento, foram para um campo os zagueiros e laterais, grupo em que foi incluído o volante Paulo Roberto, provável substituto de Fagner na ausência do titular a serviço da Seleção Brasileira, na próxima semana.

Em outro, ficaram os jogadores do meio-campo para frente, separados em grupos de reservas e titulares. Chamou atenção a inclusão do jovem Pedrinho na parte em que estavam os atletas principais, como Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho, Romero e Jô. Além dele, Marquinhos Gabriel, seu principal concorrente para ser o substituto de Rodriguinho, outro convocado para a Seleção, também estava nesse setor.

O trabalho consistiu na abertura de jogadas para os jogadores de pontas, que cruzavam para a área, onde entravam o centroavante, o meia e o ponta do outro lado, com finalização livre frente ao goleiro. No rebote, algum dos volantes tinha a incumbência de tentar um chute de fora da área. Os destaques ficaram por conta do reserva Camacho, quase perfeito nos chutes de longe, e de Jô, com gols de todos os tipos sem marcadores para atrapalhá-lo.

Depois de cerca de 40 minutos orientando o posicionamento dos defensores, Carille juntou os dois grupos para a disputa do "rachão", provavelmente a última do mês devido à volta dos duelos em finais e meio de semana em junho. Normalmente realizado às sextas, o duelo descontraído foi feito um dia antes justamente para que a atividade de sexta seja com mais intensidade. Com muitas brincadeiras e destaque negativo para o zagueiro Léo Santos, apontado como o "cara que só faz m..." pelo amigo Guilherme Arana, o time do goleiro Cássio, que usava coletes, saiu vencedor por 3 a 2.

As ausências ficaram por conta do meia Giovanni Augusto, que realizou um fortalecimento muscular na academia, e dos lesionados Balbuena, Vilson e Léo Príncipe. O meia Danilo, que tem de cumprir um cronograma de treinos específicos para evitar lesões musculares, só deve voltar ao gramado na próxima semana. O elenco, por sua vez, faz seu último apronto nesta sexta, também à tarde, no CT Joaquim Grava.

Deixe seu comentário