Gustavo Scarpa isenta ex-técnico de queda brusca em rendimento do Flu

São Paulo, SP

08-10-2015 11:44:01

O Fluminense é a pior equipe do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Ao contrário da boa primeira parte de campeonato que rendeu até a vice-liderança ao tricolor carioca, no returno a sequência ruim deu para a equipe apenas quatro pontos em dez partidas. Apesar da fase que custou o emprego do técnico Enderson Moreira, o meia Gustavo Scarpa não vê o ex-comandante como o problema central da série ruim.

"Não teve nada de especial, não é algo individual, não teve falta de vontade ou de raça. A bola parou de entrar, passamos a tomar gols muito rápido. E isso fez ficar difícil de reverter. A partir da derrota para o Joinville, de virada, a confiança foi se perdendo. Ela volta com organização. Eduardo fez isso. Não era problema do Enderson", colocou.

Tentando se reabilitar de técnico novo, Eduardo Baptista, que chegou do Sport, o Flu tenta melhorar sua campanha com uma postura menos frágil na defesa. No entanto, apesar de uma nova estratégia, Scarpa não vê mudanças não grandes entre o treinador antigo e o atual.

"Não é muito diferente. Com Enderson, no começo, estava tudo certo. Fomos vice do Brasileirão. Mas passamos a tomar gols muito rápido, e o time ficou desorganizado. Eduardo chegou com a estratégia de arrumar a defesa. Agora, com esses dez dias, vamos nos acertar. Enderson não teve isso", opinou.

O jovem atleta ainda comemorou o fato de finalmente estar conseguindo uma sequência pelo clube das Laranjeiras, e revelou que sua boa temporada se deve a Enderson, que apostou em Scarpa quando ainda era o técnico.

"Assim que voltei, estava para ser emprestado novamente. Para jogar uma Série B. Agradeço ao Enderson, ele disse que gostaria que eu ficasse. Decidi ficar. As oportunidades apareceram e, graças a Deus, faço um belo ano em 2015", relatou.

No dia 21 de outubro, o Fluminense tem compromisso marcado com o Palmeiras, em partida de ida das semifinais da Copa do Brasil, no Maracanã. No dia 28, enfrenta o Verdão no Allianz Parque. Gustavo Scarpa acredita que o Tricolor possa repetir o feito contra o Grêmio e conquistar a classificação para a final fora de casa. "Se eu pudesse escolher, preferia decidir fora mesmo. Como foi contra o Grêmio, por causa da pressão. Fizemos um grande jogo lá, impusemos nosso ritmo, saímos jogando, tocando a bola. Decidir fora, talvez, seja melhor", finalizou.

Deixe seu comentário