Futebol

Gabriel pede desculpas por ter festejado gol com gesto obsceno

Helder Júnior e Tiago Salazar - São Paulo,SP

24-09-2017 15:00:26

Gabriel pediu desculpas por ter se exaltado na comemoração do gol do meia-atacante Clayson, que assegurou o empate por 1 a 1 do Corinthians com o São Paulo, na manhã deste domingo, no Morumbi. No banco de reservas, cerca de uma hora antes da retratação, o volante colocou a língua para fora, virou-se para as arquibancadas e segurou o seu órgão genital.

“Isso é comemoração de gol, no calor do jogo. Durante o jogo, acontecem muitas coisas, ofensas, que fazem parte do futebol. Um torcedor estava nos xingando, fazendo gestos, e acabei fazendo isso. Mas até peço desculpas. Não tinha a intenção de ofender. Vida que segue. Peço desculpas e ponto final”, disse Gabriel, que foi substituído justamente por Clayson, o autor do gol, no segundo tempo.

Mais tarde, o Corinthians publicou um vídeo em suas redes sociais mostrando o volante se desculpando novamente pelo ocorrido. Confira:

https://twitter.com/Corinthians/status/912044012869210113

Questionado sobre o assunto, o técnico Fábio Carille desconversou e disse que ainda não havia visto pela televisão o gesto obsceno de Gabriel. Depois, quando tivesse acesso às imagens, admitiu repreender o volante, “um bom menino, que vai se desculpar”.


Gabriel não estava entre os corintianos mais perseguidos pelos torcedores do São Paulo no estádio, que não contou com setor visitante por determinação de segurança. O público concentrou as suas provocações principalmente no meia Jadson, que passou pelo clube do Morumbi entre 2012 e 2014, e no lateral esquerdo Guilherme Arana, para quem o ano seria “perfeito” no caso do rebaixamento do rival à Série B do Campeonato Brasileiro.

Deixe seu comentário