Ex-Santos, Tabata atuará pelo Catar nas Eliminatórias asiáticas

São Paulo, SP

21-03-2016 08:31:48

Aos 35 anos, o meia Rodrigo Tabata, natural da cidade de Araçatuba-SP, pode ter a chance de disputar uma Copa do Mundo, mas não por seu país natal. Fora do Brasil há mais de uma década, quando deixou o Santos, o jogador foi convocado para defender a seleção do Catar nas Eliminatórias asiáticas para a Copa da Rússia.

Naturalizado catari há alguns anos, o meia que vem sendo destaque do Al-Rayyan nesta temporada, com 19 gols em 23 partidas, foi lembrado pelo técnico uruguaio José Carreño para o duelo contra a seleção de Hong Kong, nesta quinta, na cidade de Doha. O jogo é válido pela penúltima rodada da fase de grupos.

Invicta na competição, a seleção do Catar soma 18 pontos em seis partidas e lidera o Grupo C à frente de Hong Kong, com 14 pontos, China, com 11 pontos, e Maldivas, com três. A chave ainda conta com a seleção do Butão, que não somou um ponto sequer até então e tem uma média de oito gols sofridos por partida.

No futebol asiático desde 2010, quando deixou de atuar pelo turco Besiktas, Tabata passou a ser convocado para a seleção do país em 2015, em um período de treinos na Áustria. Chegou a fazer a estreia não oficial em agosto de 2015, quando o Catar empatou em 2 a 2 com o Lask Linz.

Agora, está liberado para disputar partidas oficiais e ajudar a seleção a buscar a vaga inédita no Mundial. Depois de encarar Hong Kong, quinta-feira, dentro de casa, a seleção catari viaja para enfrentar a China na última rodada.

Os dois primeiros de cada grupo avançam para uma terceira fase, na qual 12 seleções serão divididas em duas chaves. O campeão e o vice de cada chave garante vaga na Copa do Mundo de 2018.

Deixe seu comentário