Com show de Escudero, Vitória bate Paysandu e retoma vice-liderança

São Paulo, SP

26-09-2015 18:44:32

O Vitória voltou à vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B neste sábado, após vencer o Paysandu por 3 a 1, na Fonte Nova, em confronto direto da parte de cima da tabela. Com o triunfo, o Leão chega aos 49 pontos, seis a menos que o líder Botafogo. Já o Papão cai para terceiro, e continua com 47 pontos.

O grande nome da partida foi o meia argentino Escudero. Dos pés dele saíram o primeiro e o terceiro gol rubro-negro, de falta e de pênalti, respectivamente. Ele também teve participação no segundo tento, marcado pelo zagueiro Kanu, após desviar de cabeça uma cobrança de escanteio antes da conclusão do defensor.

Agora, o Leão terá uma semana para se preparar para o clássico contra o Bahia, na Fonte Nova, Às 16h30 do próximo sábado. No mesmo horário, o Paysandu vai jogar a segunda partida fora de casa, desta vez diante do Atlético-GO no Serra Dourada.

O jogo – Envolvendo duelo direto pelas primeiras posições na tabela, o duelo começou equilibrado. Enquanto o Paysandu tentava adiantar a marcação para evitar a pressão dos mandantes, o Vitória abusava das jogadas pelos lados do campo e apostava em seu torcedor para acuar os paraenses.

A primeira oportunidade do jogo veio numa bola parada. Escudero fez jogada ensaiada com Diego Renan, tabelou e bateu perto do gol defendido por Emerson. Pouco depois, o argentino deu as caras de novo, desta vez, cruzando certeiro na cabeça do garoto David, que tocou por cima.

A resposta do Papão veio aos onze minutos, quando Roni recebeu cruzamento de João Paulo e bateu de primeira em cima do bem colocado goleiro Gatito Fernandez. Quatro minutos depois, foi a vez de Jhonnatan arriscar de fora da área e obrigar Gatito a defender em dois tempos.

O jogo seguia equilibrado, e uma bola parada daria a primeira mudança no placar da Arena Fonte Nova. Aos 39, Escudero bateu falta frontal com precisão, a bola bateu no travessão, nas costas do goleiro Emerson e morreu nas redes. Vitória na frente.

Ainda antes do fim do primeiro tempo, o Papão quase empatou. Aos 41, Gualberto aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou certeiro, mas Gatito Fernandez se esticou todo para salvar o Leão.

Logo no primeiro minuto da etapa final, o Leão marcou o segundo. Após cobrança de escanteio na área, a bola desviou no meio do caminho e o zagueirão Kanu testou para o fundo das redes.

O Paysandu respondeu. Aos nove, Yago Pikachu recebeu de Fahel e bateu cruzado para diminuir a desvantagem do Papão na Fonte Nova.

A reação, porém, não veio, e o Vitória passou a criar as melhores oportunidades. Aos 16 , Elton recebeu cruzamento na área e, totalmente livre, matou no peito, mas se desequilibrou e não conseguiu finalizar. Depois, aos 20, o pé esquerdo de Escudero voltou a assustar os paraenses, desta vez, cobrando falta na trave.

Seis minutos depois, Diego Renan entrou na área, foi derrubado por Gualberto e a arbitragem marcou pênalti. Escudero bateu e converteu, deixando o segundo dele. Curiosamente, após a marcação, o zagueiro Guilherme Mattis, que estava no banco, foi expulso por reclamar acintosamente pedindo cartão vermelho ao autor do pênalti.

Mesmo com um a menos nos minutos finais, o Leão não foi pressionado por um abatido Paysandu, e levou três importantíssimos pontos para Salvador na luta pela liderança da Segundona.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 3 x 1 PAYSANDU

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 26 de setembro de 2015, sábado
Hora: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda e Marcio Soares Maciel (ambos de GO)
Cartões Amarelos: Amaral (Vitória); Gualberto (Paysandu)
Cartões Vermelhos: Guilherme Mattis (Vitória)

GOLS:
VITÓRIA: Escudero, aos 39 minutos do primeiro tempo; Kanu, a um minuto, e Escudero (de pênalti), aos 27 minutos do segundo tempo
PAYSANDU: Yago Pikachu, aos nove minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Gatito Fernandez; Diego Renan, Kanu, Ramon e Euller; Amaral, Pedro Ken (Jorge Wagner), Escudero e Rhayner (Flávio); David (Vander) e Elton
Técnico: Vagner Mancini

PAYSANDU: Emerson, Yago PIkachu, Thiago Martins, Gualberto e João Lucas; Fahel, Gilson, Jhonnatan (Misael) e Roni (Edinho); Léo Melo (Carlinhos) e Aylon
Técnico: Dado Cavalcanti

Deixe seu comentário