Gazeta Esportiva

Com poucos volantes, Cuca só terá retorno de Arouca em 11 semanas

Bruno Calió - São Paulo,SP

20/06/17 | 19:50 - 20/06/17 | 20:26

É comum ouvir de imprensa e torcida que o Palmeiras tem o melhor elenco do Brasil. No entanto, com as recentes lesões de Felipe Melo e Thiago Santos, o técnico Cuca conta apenas com Tchê Tchê como volante de ofício à disposição em seu elenco. Assim, o treinador deve escalar o polivalente Jean nesta quarta-feira, contra o Atlético-GO. O que os torcedores alviverdes praticamente não se lembram é que o Palestra tem outro atleta para a proteção da defesa no plantel: Arouca.

Nesta terça-feira, o médico do Palmeiras, Gustavo Magliocca, conversou com os jornalistas durante treino na Academia de Futebol e explicou a situação do atleta, que não entra em campo desde o dia 21 de janeiro, quando atuou no segundo tempo da partida amistosa contra a Chapecoense, na Arena Condá. De acordo com o doutor, o técnico Cuca seguirá sem Arouca por mais 11 semanas.

Arouca (esquerda) está de visual novo (Foto: Reprodução Instagram)

Durante a pré-temporada da equipe, ainda em janeiro, Arouca sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo e precisou passar por uma artroscopia para a retirada de um fragmento de cartilagem do local. Após recuperação, o volante voltou a treinar e chegou a ser relacionado para a estreia do Verdão na Copa Libertadores, contra o Atlético Tucumán, na Argentina.

Em seguida, porém, voltou a se queixar de dores e precisou passar por novo procedimento cirúrgico. Agora, o camisa 5 já completa 13 semanas de recuperação do processo, que tem estimativa total de 24 semanas para retorno.

Gustavo Magliocca (direita) conversou com os jornalistas nesta terça-feira (Foto: Cesar Greco/SEP)

Na última temporada, Arouca já havia perdido espaço com o técnico Cuca. O volante, que tem contrato até 31 de janeiro de 2019, disputou 20 partidas na temporada, mas apenas duas delas na campanha do título brasileiro.

Leia mais:

‘Fominha’, Jean admite desgaste, mas se põe à disposição para atuar

Dudu evolui, mas segue como dúvida; Guerra e Keno se recuperam

Jean prega respeito ao Atlético-GO e analisa armas adversárias

Sem Arouca, Felipe Melo e Thiago Santos, o Palmeiras deve apressar a estreia de Bruno Henrique, volante contratado junto ao Palermo-ITA, que já foi aprovado nos exames médicos, mas ainda não está regularizado no BID (Boletim Informativo Diário), não foi apresentado e nem treinou com a equipe.

Deixe seu comentário