Gazeta Esportiva

Com 300 mil habitantes, Saransk terá Arena diminuída após a Copa

São Paulo, SP

29/03/18 | 09:00


Saransk é a menor cidade-sede da Copa do Mundo de 2018. A 605 km de Moscou, o município se destaca por ser a capital da República da Mordóvia, local onde surgiram os povos fino-úgricos, presentes na Finlândia, Hungria, Estônia e, claro, na própria Rússia, entre outros países.

Saransk é considerada uma das cidades mais agradáveis da Rússia. Com uma população de 307 mil habitantes, ela contará com um estádio construído exclusivamente para o Mundial, a Mordóvia Arena, com capacidade para 44 mil pessoas e que será casa do FC Mordovia.

A construção da Mordóvia Arena começou em 2010, ano em que a unificação do povo mordóvio com os outros grupos étnicos da Rússia completou mil anos. O estádio está localizado no centro da cidade, à margem do rio Insar.

Com formato oval, a Mordóvia Arena é predominantemente laranja, vermelha e branca, cores que remetem à paleta usada nas artes do povo mordóvio. Pelo fato de estar instalado em uma pequena cidade, o estádio terá algumas de suas partes desmontadas após o Mundial, o que diminuirá sua capacidade para 25 mil pessoas. Desta maneira, a praça esportiva não só poderá receber partidas de futebol, mas também confrontos de vôlei, basquete e tênis, uma vez que contará com uma cobertura.

Na Copa do Mundo a cidade receberá quatro jogos da fase de grupos: Peru x Dinamarca, Colômbia x Japão, Irã x Portugal e Panamá x Tunísia.

Deixe seu comentário