Gazeta Esportiva

A mil dias da Copa, Rússia celebra data e se vê no caminho certo

São Paulo, SP

18/09/15 | 09:12 - 18/09/15 | 09:44

Esta sexta-feira, 18 de setembro, marca mil dias para o início da Copa do Mundo de 2018. Apesar do intervalo de tempo, a Rússia parece já antecipar a atmosfera que a envolverá nos próximos três anos. Nesta manhã, um evento no centro de Moscou, próximo ao Kremlin, povoou com um público diferente a rua de mais de 800 anos de história.

Ao lado dos times sub-16 de Itália, Espanha e Alemanha – as três últimas campeãs mundiais -, que disputaram um jogo amistoso em um campo improvisado no meio da Praça Vermelha, espaço de convívio marcado pelos desfiles militares na época da União Soviética e pelos discursos inflamados de Lênin após a Revolução de 1917, jogadores icônicos destas três seleções também estiveram presentes.

Gianluca Zambrotta, tetracampeão pela Itália em 2006, Fernando Hierro, zagueiro da Espanha e Lothar Matthaus, tricampeão mundial com a Alemanha em 1990, acompanharam a cerimônia que contou com discurso de Vladimir Putin, por transmissão de vídeo, em praça pública, inauguração do relógio que fará a contagem regressiva para o Mundial e uma chuva de balões nas cores dourada e vermelha.

Jogadores do sub-16 assistem discurso de Putin transmitido por vídeo (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP) KUDRYAVTSEV
Jogadores do sub-16 assistem ao discurso de Putin transmitido por vídeo (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)

“Reunimos no centro da capital russa para esse início simbólico da contagem regressiva para a Copa do Mundo. Apenas mil dias nos separam deste evento notável. Estamos muito felizes de vermos convidados e promessas de organizar grandes celebrações na Rússia, que vai fazer história no mundo do esporte e do futebol”, declarou o presidente russo, um dos principais apoiadores de Joseph Blatter no continente.

O presidente – demissionário – da Fifa, inclusive, também enviou uma mensagem a respeito da data especial e se mostrou confiante quanto à realização do evento. Outro que tinha a presença aguardada era Jérôme Valcke, que, segundo a BBC, dirigia-se para o evento e, ao saber de seu desligamento, foi obrigado a voltar a Zurique, capital da Suíça.

“O que poderia ser melhor para comemorar essa marca de mil dias para o início da Copa do Mundo do que jovens talentosos jogando na Praça Vermelha? A Rússia, as cidades-sede e a Fifa têm trabalho em conjunto para organizar um torneio de sucesso em 2018, quando os fãs de todo o planeta vão se reunir no maior país do mundo. Estamos convictos de que a Rússia será uma boa anfitriã”, declarou Blatter.

Evento festivo contou com inauguração de relógio para contagem regressiva (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)
Evento festivo contou com inauguração de relógio para contagem regressiva (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP)

Deixe seu comentário