Em clássico equilibrado, Osasco vence o Rio de Janeiro em casa

São Paulo, SP

22-02-2019 23:58:33

Osasco e Rio de Janeiro se enfrentaram na noite desta sexta-feira, no ginásio José Liberatti, na Grande São Paulo. Em mais um clássico extremamente equilibrado, melhor para as donas da casa, que foram mais eficientes no tie-break para saírem de quadra com o importante triunfo por 3 sets a 2, parciais de 25/23, 22/25, 21/25, 25/23 e 15/9.

Faltando apenas três rodadas para o fim da primeira fase, o Rio de Janeiro volta às quadras pela competição na próxima terça-feira, quando recebe o vice-líder Minas na Jeunesse Arena, ás 21 horas (de Brasília). No mesmo dia, mas um pouco mais cedo, às 19h30, o Osasco visita o líder Praia Clube em Uberlândia.

O jogo - Empurrado pelo Ginásio José Liberatti completamente lotado, o Osasco controlou o começo da partida e chegou a abrir sete pontos de vantagem, mas o Rio de Janeiro cresceu de produção e diminuiu a diferença para apenas um, colocando fogo no final do primeiro set. Sem se abater com a reação rival, as donas da casa foram bem nas viradas decisivas e levaram a parcial inaugural por 25 a 23.

Os papéis se inverteram período seguinte do embate. Dessa vez, o Rio de Janeiro foi quem iniciou melhor e colocou seis pontos de supremacia no marcador. O Osasco, entretanto, melhorou o aproveitamento ofensivo e encostou no placar, porém não o suficiente para sequer assustar as cariocas, que levaram o set por 25 a 22 e emparam o duelo em 1 a 1.

Diferentemente dos primeiros sets, o terceiro não teve nenhuma equipe se desgarrando no placar. Com os dois times próximos do começo ao fim da parcial, o Rio de Janeiro foi mais eficiente no ataque e seguro na defesa durante os instantes derradeiros para fazer 25 a 21 e virar o confronto para 2 a 1, jogando um balde de água fria na animada torcida do Osasco.

As donas da casa, entretanto, não se abalaram e deram a volta por cima no quarto set, quando demonstraram mais eficiência nas recepções para encaixar bons ataques e abrir vantagem. Embora o Rio de Janeiro tenha reagido na reta final da parcial, melhor para o Osasco, que voltou a deixar tudo igual ao vencer por 25 a 23, forçando o tie-break.

No último e decisivo set, o Osasco contou com um início arrasador, abrindo 5 a 0 e se colocando em boa posição para vencer a partida. Daí em diante, bastou às donas da casa administrar a excelente vantagem e se vingar da derrota no primeiro turno da Superliga feminina fechando o jogo em 15/9.

Bauru sofre, mas bate o São Caetano e mantém bom momento

Não foi fácil, mas o Sesi/Vôlei Bauru conseguiu sua terceira vitória seguida. Atuando em casa, no Ginásio Panela de Pressão, o time bauruense derrotou o São Cristovão Saúde/São Caetano por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 22/25, 25/12, 24/26 e 15/13, alcançou os 31 pontos e continua na sexta colocação. As visitantes, por sua vez, vão aos 16 pontos e ocupam o nono lugar.

Fluminense vence e ganha tranquilidade para garantir vaga no mata-mata

Depois de quatro derrotas consecutivas e a ameaça de ver o São Caetano encostar na briga pela última vaga no mata-mata, o Fluminense se recuperou. No Ginásio Hebraica, a equipe carioca derrotou sem dificuldades o Curitiba Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/19 e 25/18, chegou aos 21 pontos, dois a menos que as paranaenses, e segue na oitava colocação, agora com cinco pontos de vantagem em relação às rivais paulistas.

Pinheiros derrota o Brasília em confronto direto contra o descenso

Em duelo direto contra o rebaixamento, o Pinheiros venceu o BRB/Brasília por 3 sets a 2, parciais de 25/13, 25/14, 20/25, 18/25 e 15/13, no Ginásio Henrique Villaboin. Com o resultado, as paulistas mantêm a 10ª posição, alcançam os 16 pontos e põem dois de vantagem para o time da capital federal, que segue em 11º, abrindo a zona do descenso.

 

 

Deixe seu comentário