Futebol/Campeonato Carioca

Na estreia de Roque Júnior, XV decepciona em casa e perde para Mogi

GazetaEsportiva.net - Piracicaba , SP -
31/01/2015 22:50:00

Em: Campeonato Paulista, Campeonatos, Campeonatos Estaduais, Futebol, Mogi Mirim, Região Sudeste

Na noite deste sábado, o pentacampeão Roque Júnior iniciou sua carreira como técnico, à frente do XV de Piracicaba, na elite do Campeonato Paulista. Porém, a estreia do ex-zagueiro não foi como a torcida alvinegra esperava. Mesmo atuando no estádio Barão de Serra Negra, o Nhô Quim acabou superado pelo Mogi Mirim, pelo placar de 1 a 0. O gol que garantiu o triunfo visitante foi anotado por Geovane, aos 17 minutos do primeiro tempo.

Com o bom resultado, o Sapão divide a ponta do Grupo 1 com o Red Bull Brasil, que também debutou com vitória, sobre o Capivariano, no estádio Carlos Colnaghi. Por sua vez, a representação quinzista figura na lanterna da Chave 4, ao lado do Leão da Sorocabana.

O próximo desafio mogimiriano ocorre nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), diante do Santos, no estádio Romildo Vítor Gomes Ferreira. Já os piracicabanos medem forças com o São Bernardo, um dia antes, às 19h30, no Primeiro de Maio.

O jogo – Atuando em seus domínios, o XV de Piracicaba criou a primeira oportunidade do compromisso, logo aos nove minutos. Paulinho cortou a marcação e arriscou da intermediária, mas Daniel, bem posicionado, praticou a defesa. A resposta do Mogi Mirim veio com 13 jogados: Geovane aplicou uma bela caneta em Leonardo Luiz e serviu Vitinho. O veloz meia-atacante conduziu a bola até a área e chutou firme, porém, viu Diego Silva intervir.

Após equilibrar o duelo, o Sapão inaugurou o marcador, quando o relógio apontou a marca dos 17. Aproveitando vacilo da defesa, Edson Ratinho cruzou na medida e viu Geovane, em posição duvidosa, se antecipar à zaga e concluir firme, sem dar chances para Diogo Silva. O tento desanimou os fãs quinzistas, que presenciaram a evolução dos visitantes.

Insatisfeito, o técnico Roque Júnior mexeu na segunda etapa: sacou Fabiano e Celsinho e promoveu as respectivas entradas de Fernandes e Renan Foguinho. Porém, as alterações não surtiram efeito e não tiraram o controle das mãos do Mogi Mirim. Com 35 jogados, os visitantes quase anotaram o segundo, mas Thomas Anderson, substituto de Leonardo de Jesus, finalizou mal, da entrada da área, encobrindo o travessão.

A última cartada do pentacampeão foi colocar Ednei na vaga de Juliano. Entretanto, os piracicabanos, mesmo adotando a tática do tudo ou nada, não conseguiram sequer o empate. A melhor chance do Nhô Quim durante a reta final veio com Renan Foguinho, mas a finalização à longa distância do volante passou à direita de Daniel.