Libertadores

Monumental de Núñez | 22/8/2019 - 19:15

Futebol/Copa Libertadores

Com dois de pênalti, River Plate vence Cerro Porteño na ida das quartas da Libertadores

São Paulo , SP
22/08/2019 21:20:00

Em: Cerro Porteño, Futebol, Futebol Internacional, Libertadores, Notícias, River Plate
Borré marcou o segundo gol do River Plate contra o Cerro Porteño (Foto: Juan Mabromata/AFP)

O River Plate conquistou uma grande vitória nesta quinta-feira (22), pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América. No Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, na Argentina, os Millonarios derrotaram o Cerro Porteño pelo placar de 2 a 0, levando um bom resultado para a partida de volta. Ignacio Fernández e Borré marcaram os gols.

O segundo jogo está marcado para a próxima quinta-feira (29), em Assunção, capital paraguaia, no Estádio General Pablo Rojas, às 19h15 (de Brasília). O River Plate pode perder por um gol de diferença ou até dois, caso marque também, por conta do critério do gol qualificado. Uma vitória do Ciclón por 2 a 0 levará a decisão para os pênaltis.

O vencedor do confronto enfrenta o classificado do duelo entre LDU e Boca Juniors nas semifinais da Libertadores. Na partida de ida, no Estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador, os Xeneizes encaminharam a vaga com uma vitória por 3 a 0, deixando alta a possibilidade de haver um clássico argentino na próxima fase do torneio continental.

O jogo

O River Plate tirou o zero do placar com menos de dez minutos de partida. Aos dois, De La Cruz levou uma solada na canela de Larrivey. Dois minutos depois, o árbitro peruano Víctor Carrillo confirmou a penalidade com auxílio do VAR. E aos sete, Ignacio Fernández cobrou e converteu, colocando os Millonarios na frente.

Com a vantagem, os donos da casa passaram a dominar as ações do jogo. Aos dez minutos, Suárez saiu na cara do goleiro Carrizo. Na hora de driblar o arqueiro, porém, esticou demais e ficou sem ângulo, desperdiçando a oportunidade. Borré, da entrada da área, e Palacios, que pegou mal na bola depois de receber na segunda trave, também poderiam ter ampliado o marcador.

Na volta do intervalo, o River novamente marcou cedo, mas o tento foi anulado. Suárez ganhou pela direita e cruzou de primeira para Ignacio Fernández, que emendou de primeira para o fundos das redes. Contudo, o VAR pegou um desvio no braço esquerdo do camisa 7 e invalidou o gol.

Aos 19 minutos, os argentinos conseguiram realmente marcar o segundo. Palacios recebeu na área, driblou Carrizo, mas foi derrubado pelo goleiro do Ciclón. Dessa vez, Borré foi para a cobrança e deslocou o arqueiro, fechando o placar no Monumental de Núñez.




Escalação
River Plate

Franco Armani


Gonzalo Montiel


Robert Rojas


Martínez Quarta


Milton Casco


Enzo Peréz


Exequiel Palacios


Ignacio Fernández


Nicolas de la Cruz


Matías Suárez


Rafael Borré


Lucas Pratto


Ignacio Scocco


Jorge Carrascal


Tec - Marcelo Gallardo
Cerro Porteño

Juan Pablo Carrizo


Alberto Espínola


Juan Patiño


Fernando Amorebieta


Santiago Arzamendia


Óscar Ruiz


Juan Aguilar


Mathías Villasanti


Federico Carrizo


Nelson Valdez


Joaquin Larrivey


Juan Saiz


Luis Fariña


Miguel Angel Russo - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores