Jogadores, técnicos e dirigentes aprovam retorno do Campeonato Espanhol

São Paulo, SP

09-05-2020 11:28:17

Nesta semana, os jogadores da primeira divisão do Campeonato Espanhol retomaram a rotina presencial de treinamentos, respeitando a aprovação do Ministério da Saúde da Espanha e os exames médicos realizados pelas respectivas equipes. Ainda não se tem uma data definitiva para a volta da bola rolar, mas jogadores, técnicos e dirigentes são favoráveis ao retorno das partidas oficiais.

"Acho que é hora de nós, protagonistas do futebol, darmos um passo adiante.Temos que tentar fazer as pessoas gostarem de futebol novamente, para que nós, jogadores, possamos ser um exemplo. Dando apoio a todos os trabalhadores que nos mostraram essa força. E eu quero me juntar a isso", disse Rakitić, meio-campista do Barcelona, ao jornal Marca.

Apesar de rivais dentro das quatro linhas, o zagueiro Sergio Ramos e o atacante Lucas Vázquez, ambos do Real Madrid, compartilham a mesma opinião.

"Precisamos seguir as diretrizes de saúde. Estou ansioso para jogar e competir novamente. Disputar a LaLiga, a Champions e terminar as competições... porque eu tenho essa ambição, e o desejo de terminar a temporada com um título. Mas é preciso esperar que as pessoas que sabem sobre isso tomem as decisões, contanto que não haja risco de contágio ou recaídas futuras", falou Sergio Ramos ao canal do oficial do clube.

Ao The Guardian, Vázquez completou. "Se pudermos jogar, com as medidas de segurança certas, todos gostaríamos de terminar a temporada. Seria bom para as pessoas, para a sociedade. Por duas horas você não está pensando nisso sozinho. Futebol traz felicidade".

Apesar da rivalidade, jogadores de Barça e Real querem a volta dos jogos (Foto: AFP)

A volta aos gramados é aceitada em outros clubes também. Javi Calleja, treinador do Villarreal, e Monchi, diretor esportivo do Sevilla, têm o mesmo olhar para o futuro do campeonato.

"O futebol pode dar esperança de que isso acabe em breve, e as pessoas possam ter alegria e entretenimento em casa", comentou Calleja.

"Em primeiro lugar, estou preocupado com a saúde, que é o mais importante. Mas, ao mesmo tempo, me preocupo com a estabilidade econômica dos clubes", revelou Monchi.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

A última partida do Campeonato Espanhol foi disputada no dia 8 de março, válida pela 27ª rodada. Apesar das especulações sobre um encerramento antecipado da competição, a Federação Espanhola reitera que quer o término do torneio dentro dos gramados.

Deixe seu comentário